Manifestação de alunos do Ifes e entidades levam milhares para as ruas em Colatina

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A  atitude do Governo Federal de cortar verbas para o custeio da educação, fizeram alunos e professores construírem uma série de manifestações em todo o Brasil. Vinte e dois estados e o Distrito Federal tiveram manifestações.

As 16:30 desta quarta-feira (15), alunos e  professores dos Ifes Campus Colatina e Itapina, e algumas entidades, se reuniram na Praça Sol Poente, no centro de Colatina, para demonstrar insatisfação com a política educacional do Governo Federal.

 Muitos gritos de ordem, chamando a atenção para a realidade que os Ifes, universidades e instituições de ensino superior e pesquisas estão vivenciando. 

O valor do corte do custeio nessas instituições em Colatina está previsto para 38%. Isso significa um corte radical no dia a dia das instituições públicas. É importante ressaltar que em 2015 já houve um corte de quase 40%, totalizando 78% caso o governo não recue.

A manifestação teve a participação quase na totalidade os alunos do campus Colatina e Itapina, que tem um número de mais de 2.400 alunos. Percebia-se a consciência nos participantes da manifestação ecoando gritos de ordem,como : 38 por cento  faz a diferença e não dá para entender, se tem dinheiro para banqueiro, por que não tem pra educação”

A manifestação saiu da Praça Sol Poente e seguiu para a Avenida Getúlio Vargas, ocupou a ponte, onde deu para perceber o tamanho da passeata ordeira que os alunos construíram.

Os populares se dividiram em apoiar ou não a manifestação. Um transeunte gritava para os jovens procurarem emprego, outros aplaudiam a manifestação. Uma senhora se emocionou, e na faixa de pedestre, ,em frente ao Bando Bradesco, chorou, e em gritos disse que o sonho do seu neto é estudar no Ifes, e apoiava ,de coração, a manifestação.

A reportagem do ES-FALA conversou com um aluno e ele relatou que recursos para papel higiênico, e uma série de objetos já estão faltando. Outro aluno disse que ração para animais e dinheiro para pesquisa será cortado. 

Pelo menos 3 mil pessoas participaram das manifestações, e  em coro, demonstraram a sua indignação com a atitude do governo Federal em cortar a verba da educação. Uma manifestação pacifica, mas que  futuramente poderá incendiar o Brasil.

Uma resposta

  1. O que eu vi foi uns 200 baderneiros que não tem o que fazer, se perguntar para 95 % deles o porque a manifestação não sabem responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular