Polícia prende quadrilha que roubava café na região de São Roque do Canaã e Santa Teresa

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Há cerca de um mês, bandidos vinham atacando sorrateiramente a região praticando furtos de sacas de café na área rural dos municípios de São Roque e Santa Teresa e Santa Maria de Jetibá.

No boletim policial da 8 cia da PM, relata que os Agentes de Área da 8 ª Cia Ind e o Investigador de Polícia Roberto, já sabiam que o carro suspeito seria uma MMC/L200 TRITON, de placas MSI 4825, preta e que os envolvidos eram moradores de Santa Maria de Jetibá, na localidade de Alto Santa Maria. Com isso foi montado um Cerco Tático naquele local com intuito de abordar os criminosos. 

O boletim relata. “Realizando o Patrulhamento Tático Motorizado em direção ao centro do município, avistamos o veículo supracitado no Rio Potratz no sentido contrário. Feito de imediato a manobra da VTR 4334 e em acompanhamento, o veículo foi abordado próximo a Rio Possmoser. 

Foram encontradas no interior do carro 06 sacas de café e a carroceria lotada de grãos maduros, porém nada de ilícito foi encontrado.

O boletim narra que na abordagem, depois da ordem para todos saírem do veículo, e depois da verificação, foi perguntado de quem seria aquele café? ao que um dos integrantes, Roberto José Fardin prontamente informou que o café que estava na L200 pertencia a Tarcísio Bridi Junior, fazenda São Paulo na região de Córrego Frio, eram 15 sacas de café que teriam furtado perto da estrada. Mediante a informação foi dada voz de prisão a Roberto José Fardin, Lucas Lares e Fernando Lares.

O detido Roberto José Fardin relatou que era sua primeira vez que teria saído com os irmãos Lares e que aquele era o 5º furto de sacas de café na região entre Santa Teresa e São Roque do Canaã sempre usando o mesmo veículo.

Chegando a viatura em um local com acesso à internet, foi feita a consulta ao SISPES descobriu-se que Lucas Lares tinha um mandado de prisão em aberto. Os detidos informaram que o café era trocado de saca e levado para um comerciante de Fundão que pagava de R$ 200,00 a 300,00 por saca.

Após a prisão foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil, onde foram entregues a Autoridade Policial sem lesões corporais para as providências cabíveis da Lei.

ES-FALA/Informação STN 1875

Mais Notícias

Deixe um comentário