Morre, em Colatina, de Covid-19, um dos principais proprietários de cerâmica da cidade

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Faleceu às 18h desta sexta-feira (28), um dos principais empresários do ramo de cerâmica no município de Colatina. Com uma história que era referência para o setor no município, Ademir Galão faleceu aos 60 anos, sem comorbidades e com muito vigor físico. Ademir como era carinhosamente chamado pelos amigos e funcionários era reconhecido pela simplicidade e o respeito que tratava a todos.

A Cerâmica Boapaba é uma das maiores referências do setor no Estado do Espírito Santo, lá é produzido diversos produtos que estão nas casas de vários colatinenses, sempre com amplo padrão de qualidade reconhecido no mercado.

Por trás desse sucesso que ocorre desde 1979, estava Ademir Galão, um empreendedor que nasceu no Córrego da Saúde em São Roque do Canaã e se estabeleceu no Distrito de Boapaba, interior de Colatina, por muitos anos, onde construiu sua empresa.

Inicialmente Ademir juntamente com seus irmãos, criou a empresa, mas cada um seguiu seu caminho, no mesmo ramo, optando em abrir cerâmicas em Colatina e no Estado da Bahia. Galão permaneceu em Colatina e constituiu uma das maiores empresas do setor.

Aproximadamente há duas semanas, Ademir começou a se sentir mal, seus primeiros sintomas foram dor no corpo e coriza, aparência de uma gripe comum, mas na realidade estava contaminado pelo novo coronavírus. A confirmação do contágio ocorreu no dia 14 de agosto, em uma sexta-feira, e com o agravamento dos sintomas, já no domingo (16), foi internado em um hospital particular em Colatina. 

Inicialmente respirava normalmente, até que na quarta-feira (19), com dificuldades para respirar, Ademir foi intubado e com o passar dos dias seu estado de saúde foi se agravando até que não suportou as consequências geradas pela Covid-19 e veio a falecer nesta sexta-feira (28), às 18 horas.

“Era uma pessoa muito querida em toda a região, todos gostavam dele. Na realidade ele deu oportunidade para muitas pessoas conduzirem suas vidas com a dignidade do trabalho. Aqui na Cerâmica Boapaba já tivemos até 95 funcionários”. Revela um funcionário do setor administrativo da empresa.

Ademir Galão por anos morou no Distrito de Boapaba, atualmente, residia na rua Bartovino Costa, no bairro Esplanada em Colatina. 

Galão deixa esposa, três filhos, admiradores, funcionários e toda uma comunidade que tinha nele uma referência de trabalho e dignidade.

ESFALA: os familiares Ademir Galão solicitaram que não houvesse a divulgação de sua imagem na matéria.

 

Mais Notícias

Deixe um comentário