Saiba como o pedófilo agia para abusar das 4 crianças em Colatina

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Um homem de 46 anos foi preso em Colatina por abusar sexualmente de quatro crianças. As vítimas – uma de 12, outra de 11 e duas de 8 anos – estariam sendo abusadas há mais de um ano. Segundo a polícia, o homem confessou os crimes e foi indiciado por estupro de vulnerável. Segundo relatos das crianças e dos responsáveis, o suspeito atraía as crianças oferecendo para elas sobras de alimentos que ele pegava de seu local de trabalho, onde atuava como cozinheiro, além de oferecer dinheiro e emprestar o celular para as vítimas.

A mãe de duas das crianças, vizinha do suspeito, prestou queixa do homem na quarta-feira (20), após notar mudanças no comportamento de seus filhos. “Além de perceber que o desempenho escolar delas teve queda, a mãe também notou que as crianças estavam mais agressivas e nervosas dentro de casa. Quando questionados, os irmãos relataram que o vizinho estaria abusando sexualmente deles. O detido prometia dinheiro e emprestava o celular para as crianças brincarem em troca dos atos libidinosos”, explicou o plantonista da Delegacia Regional de Colatina, Ricardo de Oliveira.Segundo a polícia, os abusos ocorriam dentro da casa do suspeito, que sempre pedia à mãe dos meninos que os levasse para o local para buscar as sobras de alimento.Também na quarta-feira, a mãe e o avô das outras duas vítimas foram até a delegacia e informaram que as crianças haviam sido abusadas sexualmente pelo mesmo suspeito. “O avô nos contou que, no último domingo (17), ele foi buscar o neto de 12 anos que estava na casa do detido. Chegando lá, ele flagrou o menino deitado de bruços mexendo no celular, enquanto o suspeito tentava retirar o short dele. Em casa, os responsáveis conversaram com os meninos, que confirmaram ser abusados sexualmente pelo detido”, acrescentou o delegado.As quatro crianças passaram por exames, que confirmaram os abusos. Foi expedido um mandado de prisão contra o suspeito, que foi preso em seu local de trabalho. A Polícia Civil recolheu também cartões de memória, HD externo e aparelho de celular na casa do suspeito, para continuar a investigação e averiguar se o suspeito também detinha e divulgava material pornográfico infantil. O homem foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Colatina.

Receba notícias por e-mail

Deixe um comentário