Baixo Guandu no mês de março será a capital mundial do voo livre

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A etapa final do campeonato mundial de parapente, que se realiza em março de 2019 em Baixo Guandu, vai se transformar num grande evento turístico do Espírito Santo na temporada, atraindo mais de 1000 visitantes (300 deles de fora do país) e movimentando cerca de R$ 1 milhão na economia local.

A competição acontece entre os dias 19 e 30 de março, mas a movimentação em torno do mundial começa já no dia 15 de março, com a chegada das delegações estrangeiras e nacionais, equipes de apoio e coordenação. Serão, portanto, 15 dias em que Baixo Guandu vai se transformar na capital mundial do parapente.

Um representante da Associação Capixaba de Voo Livre (ACVL) já está na cidade começando os preparativos para receber a grande final do campeonato  mundial: trata-se de Marcos Aurélio Pinheiro, o Gadernal, que garante uma competição de alto nível. “Teremos aqui 135 pilotos competindo na rampa do Monjolo, de 38 países, sendo apenas quatro brasileiros. De fora do país Baixo Guandu deve receber cerca de 300 pessoas e mais 700 visitantes do Brasil, entre equipes técnicas, de coordenação e  muita gente que gosta do esporte e acompanha as competições de parapente”, falou Gadernal.

O representante da ACVL explicou que todos os hotéis da cidade  estão sem vagas, em Aimorés as reservas já estão acabando e  já ocorre  inclusive o fato de pessoas interessadas em alugar casas em Baixo Guandu com mobília. “Quem tiver disponibilidade, pode ligar para o meu telefone (29) 9 9647-5031”, disse ele.

Fonte: Portal Guandu.

Fonte fotográfica: Correio do Vale

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular