Quatro mulheres são assassinadas em quatro dias no ES

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Em menos de uma semana que uma mulher foi brutalmente assassinada em Nova Venécia, mais um feminicídio foi registrado na região.

Nesta quarta-feira, Marlucia Fernandes Pereira, de 45 anos, foi morta com uma facada, em Boa Esperança.

Segundo a Polícia, o assassinato foi cometido pelo companheiro da vítima. O crime aconteceu por volta de 20h40m, no bairro Vila Fernandes.

Em uma situação semelhante ao crime ocorrido em Nova Venécia, Marlucia foi morta depois de levar uma facada no pescoço.

Uma testemunha indicou o nome do criminoso à polícia G.R.J., de 49 anos, matou a mulher durante uma briga entre o casal.

Segundo a polícia, ele já havia a ameaçado de morte. Uma testemunha presenciou o conflito entre os dois, tentou apaziguar, mas, também fora ameaçado, sendo impedido de ajudar.

Foi a testemunha quem avisou a polícia, que ao chegar ao local do crime, a encontrou morta.

Após o crime, ele buscou refúgio em um bar, mas foi impedido. Em seguida se escondeu na casa de uma irmã, no bairro Boa Mira, onde foi preso em flagrante.

O corpo foi removido, pela perícia da Polícia Civil, para o Serviço Médico Legal (SML) de Linhares.

Já o autor do crime foi levado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ, de São Mateus.

Nova Venécia

Do último sábado até esta quarta-feira foram registrados quatro assassinatos de mulheres na região Noroeste.

No sábado (27), o assassinato de Shaylanne Oliveira dos Santos chocou Nova Venécia pela crueldade praticada.

Ela levou três facadas no pescoço, dentro do quintal de sua casa no bairro Iolanda.

O principal suspeito do crime é o namorado dela, que não teve o nome divulgado.

SHAYLANNE Oliveira dos Santos morreu após levar três facadas. O principal suspeito é o namorado dela.

Segundo informações, os filhos de Shaylanne presenciaram uma discussão entre o agressor e a mãe. Em meio à briga, a vítima teria sido esfaqueada e teve ferimentos no pescoço.

Os vizinhos, que ouviram os gritos de socorro, tiveram dificuldades para entrar na casa, que estava fechada. Shaylanne foi socorrida e levada para o Hospital São Marcos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Linhares

Na quarta-feira (31), em Linhares, o empresário Alan Zanoteli, de 41 anos, matou a esposa, Fernanda Zanoteli, de 38 anos, e tirou a própria vida logo em seguida.

A filha do casal, uma jovem de 18 anos, estava em casa no momento da tragédia, pediu a ajuda de vizinhos que acionaram a Polícia Militar.

Moradores ouviram os tiros e também há a suspeita de uma discussão antes dos disparos. Alan era proprietário de uma loja especializada em instalações elétricas localizada na Rua Rufino de Carvalho, no centro de Linhares.

No mesmo dia (quarta-feira (31)) uma professora identificada como Suh Sousa foi assassinada dentro da própria residência, na Avenida Tomé de Souza, no bairro Interlagos, também em Linhares.

O principal suspeito do crime é o ex-namorado da educadora, que não aceitava o fim do relacionamento. Até o momento ninguém foi preso.

De acordo com as primeiras informações, o ex-namorado da vítima teria pulado o muro da casa, arrombado a porta e matado a professora com quatro tiros.

Os profissionais do Corpo de Bombeiros chegaram a se deslocar até o endereço, mas ao entrarem no imóvel Suh já estava sem vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular