Prefeitura de Colatina não libera funcionamento de salão de beleza e barbearias. Conheça as medidas adotadas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

A Prefeitura Municipal de Colatina divulgou uma nota na tarde desta segunda-feira (6). O documento diz o que pode e o que não pode funcionar no município. Entre os setores que continuam sem poder funcionar estão salões de beleza e barbearias. O governo do Estado no sábado (4), havia divulgado através do Procurador Geral do Estado Rodrigo de Paula. Mas o mesmo disse que os municípios têm seus próprios decretos em vigor e deveriam ser seguidos. 

Baseado nesta dúvida se poderia ou não funcionar determinados setores, a prefeitura lançou uma nota oficial.

O que não pode:
1 – Comércio e Prestadores de serviços não podem fazer entrega na porta do estabelecimento;

2 – Salões de beleza e barbearias, o Estado liberou, mas, o Município NÃO LIBEROU. (Art. 1º do decreto 24.101 /2020);

3 – Bares e clubes recreativos fechados;

4 – Feiras livres e vendedores ambulantes devem suspender as atividades;

5 – Lojas de Conveniência dentro da cidade, continuam fechados.

O que pode:

* Comércio e Prestadores de Serviços continuam fechados, podendo fazer delivery (Entrega em domicílio).

* Restaurantes e lanchonetes podem delivery e entrega na porta do estabelecimento.

* Padarias, supermercados e afins podem funcionar seguindo o disposto no art. 3º do Decreto 24.101/2020.

* Podem funcionar: Farmácia, comércio atacadista, distribuidora de gás de cozinha e água, lojas de produtos alimentícios, lojas de cuidados animais e insumos agrícolas, borracharias, oficinas de reparação de veículos automotores e de bicicletas, estabelecimentos de vendas de materiais hospitalares, hotéis e pousadas.

* Lojas de Conveniência só podem ficar abertos em rodovias, porém, sem o consumo de bebidas alcoólicas no local.

* Clínicas de Saúde e Odontológica podem funcionar em casos de urgência e emergência.

* Velórios somente com parentes até 3º grau.

* Igrejas devem evitar aglomerações.

* Lojas de chocolate poderão abrir, mas, devem manter medidas necessárias para restringir o acesso dos clientes a outros produtos.

* Loja de material de construção, autopeças, e de veículos podem abrir a partir das 10h às 16h para atendimento presencial.

* Segundo o Decreto do Estado, fábricas e indústrias podem funcionar, observando o distanciamento social e higiene.

* Vendedores ambulantes só podem atender por delivery. Por exemplo, os vendedores de palmito, já que estamos próximo a páscoa.

Mais Notícias

Deixe um comentário