Lojistas colatinenses estão insatisfeitos com o novo decreto municipal e agendam reunião com o prefeito Sergio Meneguelli

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Comerciantes de Colatina não gostaram das novas medidas adotadas pela Prefeitura, quando nesta segunda-feira (11), foi estabelecido um novo horário de atendimento aos clientes. Segundo comerciantes e representantes do setor, o comércio está pagando a conta por um percentual da população que não está com medo da pandemia. 

Outra insatisfação do setor é que a administração pública não os ouvem. “Vivemos o dia a dia do comércio, a prefeitura, tomam as medidas sem sequer nos ouvir. Além de nos ignorar, de não nos ouvir, o conselho que define as medidas, salvo engano, não há representantes do setor comercial”. Relata Júnior Menegatti, Presidente do Sindilojistas de Colatina.

Segundo empresários, os lojistas estão cumprindo o seu papel, pois todas as medidas estão sendo tomadas e cumpridas ao ponto de não ocorrer aglomeração nas lojas. Para um comerciante da rua Alexandre Calmon, a medida foi precipitada, pois se basearam no que ocorreu na última semana, que foi atípica, pois a data referente ao dia das mães é o segundo maior volume de vendas em nível nacional, assim, para tomarem as decisões não poderiam deixar de levar em conta um momento tão singular.

Comerciantes alegam que vários setores estão deficitários, como pontos de ônibus lotados, bancos com aglomeração, filas externas, e serviços essenciais com enorme quantidade de pessoas. Outro ponto que causou discordância foi o intervalo de duas horas entre os períodos de trabalho. “De maneira geral não gostamos e não concordamos com esse intervalo de duas horas” afirma Menegatti.

Segundo o Presidente do Sindilojistas, eles conseguiram agendar junto a assessores do Prefeito Sergio Meneguelli, uma reunião para sexta-feira (15). Na pauta o objetivo de dialogar com Meneguelli alternativas que não prejudiquem tanto o comércio e de passar para ele a realidade que os lojistas estão vivendo neste momento. 

O decreto terá a duração de 4 dias, pois tem início nesta quarta-feira (13), e terminará na segunda-feira (18), sendo que sábado e domingo não haverá o funcionamento no comércio colatinense

Mais Notícias

Deixe um comentário