Coronavírus: profissional da área de saúde morre e causa comoção em Colatina

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Uma verdadeira comoção social ocorreu nesta quinta-feira (16) em Colatina, com falecimento de uma pessoa muito querida na cidade. Sidney Cardoso da Silva, carinhosamente chamado de Sidy, foi a 62º vítima do novo coronavírus em Colatina. Sidy tinha 49 anos e teve várias complicações durante o período que ficou internado na UTI do Hospital Sílvio Avidos.

No domingo dia 28 de junho, Sidy começou a sentir a garganta “arranhando”, mas não deu muita atenção. Sempre com uma saúde invejável, segundo amigos, foi trabalhar na segunda-feira normalmente, ao chegar foi orientado a procurar um médico para fazer exames, atitude que o coordenador do Caps A2 da Prefeitura de Colatina, tomou imediatamente. Ao fazer o exame não constataram Covid-19 e foi orientado ficar em casa em observação.

Com o passar dos dias, Sidney foi desenvolvendo os sintomas até que na quinta-feira (2), já com tosse, novamente voltou ao Hospital Sílvio Avidos para fazer outro teste para detectar se estava com o novo coronavírus, novamente o teste rápido deu negativo e mesmo passando mal, voltou de ônibus para sua residência no bairro Aeroporto.

Segundo a amiga Andreia Themoteo, “nos falamos por telefone e ele me disse que estava se sentindo muito bem, tinha até limpada casa, mas no sábado a piora foi repentina e nem sequer conseguia abrir os olhos” revela.

Com o passar das horas foi piorando os sintomas da Covid-19, ao ponto de novamente procurar atendimento em um posto de saúde, ao se comunicar com a enfermeira, as palavras não eram expressadas com nitidez e a profissional de saúde solicitou que ele tirasse a máscara para ela entender o que ele estava falando. Foi nesse momento que a enfermeira observou a gravidade da situação e imediatamente foi encaminhado para o Hospital Silvio Avidos.

Na terça-feira (7), o ator de teatro amador, foi intubado e iniciou sua luta pela vida, durante o período que esteve internado na UTI do Hospital Sílvio Avidos, teve quatro paradas cardíacas, vários procedimentos foram executados para salvá-lo. Já no início da semana, devido as sessões de hemodiálise, Sidy estava muito debilitado, até que nesta quinta-feira (16), não suportou as consequências da doença e as 9 horas e 45 minutos e veia a falecer.

“Imagine uma pessoa do bem, sempre pensando em ajudar as pessoas. Não havia ali espaço para a hospedagem do orgulho, tristeza, maldade e prepotência. Alegria contagiante, nunca estava de mau humor”. Revela Magui Zache especialista em vigilância Sanitária da Prefeitura Municipal de Colatina.

Sidiney Cardoso da Silva, nasceu em Barra de São Francisco, mas morava em Colatina a 35 anos, aqui, construiu amizades, carreira profissional na área da saúde e exerceu o carinho e o amor ao próximo de uma forma abundante. Idosos, nos asilos do município, crianças em casas de acolhida e pessoas de seu convívio do dia a dia tiveram o prazer de sentir o seu afeto e carinho, sentimentos esses que permanecem na lembrança de todos que conviveram com Sidy.

Mais Notícias

Deixe um comentário