Colatina: a cidade que mais recebeu recurso do Ministério da Saúde na pandemia no Estado. R$ 25.5 milhões

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Colatina e mais 77 municípios do Estado do Espírito Santo, já receberam em transferências do Governo Federal R$ 158,5 milhões, desde o início da pandemia, exclusivamente para ações para o combate ao Covid-19. Os recursos fazem parte da consolidação de cinco medidas provisórias editadas nos últimos meses, para destinar, R$ 13,8 bilhões do Ministério da Saúde a todos os Estados e municípios do País.

Entre as cidades, o destaque é Colatina, que já recebeu R$ 25,5 milhões deste o início da pandemia, o maior repasse entre as cidades capixabas. Colatina recebeu mais que o dobro de municípios como Vitória, Vila Velha e Serra, que possuem as maiores populações do Estado, e várias unidades de atendimento de saúde. O município foi também o que teve o maior valor liberado entre junho e julho de 2020, de R$ 9,2 milhões.

Segundo o setor de comunicação da Prefeitura de Colatina, a cidade ficou em primeiro no Estado, mas o recurso não vem somente para a administração pública, por que inclui os hospitais do município. “São Hospitais que são referência para toda a região noroeste, quanto mais atendimentos são efetuados pelos hospitais, maior é o recurso oriundo do Governo Federal para o município.

O fechamento da planilha de gastos com a pandemia do Covid-19, ou seja, como foi utilizado este valor detalhadamente, será divulgado pela Prefeitura de Colatina, na próxima terça-feira (4).  

Veja repasses de recursos do Ministério da Saúde aos municípios de Colatina e região:

Colatina: R$ 25.584.598 – Variação Junho/julho – R$ 9.200.000;

Pancas: R$ 1.223.220 – Variação junho/julho – R$ 944.175;

Santa Teresa: R$ 4.665.401 – Variação junho/julho – R$ 800;

Governador Lindenberg – R$ 607.817 – variação junho/julho – R$ 420;

Marilândia: R$ 489.073 – variação junho/julho – R$ 340;

Itaguaçu: R$ 324.107 – variação junho/julho – R$ 140.125;

São Roque do Canaã: R$ 315.939 – variação junho/julho – R$ 100;

Baixo Guandu: R$ 889.741 – variação junho/julho – R$ 100. 

ES-FALA/Informação A Gazeta

Mais Notícias

Deixe um comentário