Após rompimento de adutora buraco se abre e “engole” carro em São Silvano, Colatina

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Na madrugada desta quarta-feira (19), moradores da rua Pedro Giurizatto, em São Silvano, Colatina, acordaram por volta de 1 hora da manhã com o rompimento de uma rede de água que não somente levou preocupação para os moradores, mas também prejuízo para o proprietário de um veículo Fiat Uno que estava estacionado próximo ao buraco onde tinha sido feito um serviço pelo Serviço Colatinense de Saneamento Ambiental (Sanear).

Após uma obra reivindicada pela comunidade há anos, o Sanear havia terminado o serviço, na já citada rua, e aguardava o tempo necessário para que fosse feito a tapagem do buraco com asfalto. Durante essa espera, se faz necessário o preenchimento do local com pó de brita. Assim, depois de um determinado período percebendo que não será mais necessário abrir novamente o local é concluído o serviço com o recapeamento asfáltico. 

Sem nenhum aviso ou sinalização que o impedisse o proprietário do automóvel Uno, estacionou seu carro próximo a essa escavação já coberta com terra.

O local parecia seguro, já que a rua não estava mais obstruída para o tráfego de veículos, como nos últimos dias. Só que inesperadamente a rede se rompeu e o fluxo da água retirou a terra que ocupava todo o buraco e com isso o automóvel estacionado foi praticamente engolido pelo buraco.

A cena foi filmada e fotografada por moradores, que mostrou o espanto das pessoas que estavam acompanhando o acontecimento.

Uma fatalidade que levou prejuízo para o proprietário do automóvel. O prejuízo poderia ser muito maior, inclusive para todos os moradores de um trajeto de quase 500 metros, pois a rede de água que rompeu passava por debaixo das residências.

A obra foi feita exatamente para transferir toda a rede para as ruas Olívio Costa Pereira e Pedro Giurizatto, onde ocorreu a fatalidade. Segundo funcionários do Sanear, se ocorresse o rompimento da rede debaixo das residências uma tragédia poderia acontecer.

Por não ter sinalização e devido a área não estar isolada adequadamente o proprietário do automóvel,  que não foi encontrado por nossa reportagem, poderá reivindicar junto ao Sanear o ressarcimento dos prejuízos causados pelo acidente. E caberá à autarquia aceitar ou não a culpa da ocorrência.           

Mais Notícias

Deixe um comentário