Do Museu de Colatina a um terminal de ônibus, veja as possibilidades que surgirão com a reforma da antiga estação ferroviária

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Um local que durante anos foi um dos mais movimentados da região noroeste e que caiu em desuso e com o tempo degradado, passará por uma revitalização total. Um local histórico, simbólico, que reformado deverá proporcionar inúmeras possibilidades. Do Museu de Colatina a um terminal de Ônibus. Essa é a intenção da administração municipal para o local. 

Na Avenida Ângelo Giuberti, no bairro Esplanada, está um dos locais que representa mais fielmente a história do município de Colatina. A antiga Estação Ferroviária representou o desenvolvimento econômico e populacional em um dos períodos de maior crescimento da cidade. Como lembrança histórica, da construção do terminal e do antigo parque ferroviário da Vale do Rio Doce, surgiu o bairro Vila Nova, pois para passar a estrada de ferro, precisava ser retirado o morro conhecido na época como “Morro das Cabritas”, cuja terra serviu para aterrar parte do Rio Doce e Rio Santa Maria, onde hoje encontram-se os bairros Esplanada e Vila Nova.

Segundo documento enviado pelo setor de comunicação da Prefeitura de Colatina, a restauração manterá o máximo da arquitetura já existente, tendo inicialmente como objetivo a reforma interna para que no local possa possivelmente ser instalado o Museu Municipal e a Farmácia Central Municipal. O espaço já abriga uma base da Polícia Militar, mas também não está descartado que seja cedido para outros órgãos municipais.

Mas a intenção da administração municipal é transformar a área externa em um terminal de ônibus, tendo como objetivo transferir os pontos que hoje estão localizados no INSS, em frente ao Hospital Sílvio Avidos, Avenida Delta e o ponto da Catedral, pois esses locais tem intenso fluxo de automóveis e com a transferência de local, aliviaria os congestionamentos nos períodos mais críticos do dia. Mas para que isso ocorra, uma série de estudos deverão ter início durante o período da reforma, para ver se o local realmente comportaria um terminal de ônibus.

Toda uma análise será feita da estrutura do local, para se ter certeza que terá a segurança necessária para se instalar o terminal. “O Prefeito não quer falar sobre o terminal antes de ter sanada todas as dúvidas de que o local está propício para futuramente ser instalado, mas, podemos garantir que essa é a nossa intenção”. Revela a assessoria de imprensa da Prefeitura de Colatina.

A cautela da administração em relação ao terminal é justificável, são muitos anos de degradação do prédio e a parte estrutural, topográfica, deverá ser analisada, pois a segurança deve estar em primeiro lugar. Várias reuniões já ocorreram entre a Prefeitura e o Consórcio Noroeste, que faz a gestão do transporte coletivo do município para que ocorra uma parceria entre as partes para que a intenção se concretize.

Não menos importante que o terminal, são a obras que já estão em andamento, pois revitalizar o local terá como simbologia reviver a história do município. Será a demonstração que Colatina tem condições de se reinventar, para buscar mais 99 anos de desenvolvimento. Até porque a Estação Ferroviária, em sua época, foi parte determinante para a evolução do município.         

Mais Notícias

Deixe um comentário