Profissionais da saúde de Colatina denunciam aglomeração nos ônibus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Contrariando a determinação do Estado, alguns ônibus do transporte público coletivo municipal de Colatina, estão circulando com passageiros que não são profissionais da saúde. Segundo a classificação do Governo do Estado, a cidade está em risco extremo para a propagação do novo coronavírus e, mesmo com a abertura do comércio em alguns dias, o sistema de transporte não pode operar normalmente.

Preocupados, profissionais da saúde – que deveriam ser os únicos a serem transportados nos veículos, publicaram nas redes sociais vídeos e fotos que mostram os ônibus lotados em várias linhas durante a semana.

Segundo uma profissional de saúde que não quis se identificar, os passageiros não são questionados se são trabalhadores da saúde ao entrar nos coletivos. “Os motoristas estão pegando todos os passageiros no ponto de ônibus e os profissionais da saúde estão chegando atrasados nos hospitais. Um descaso com profissionais da saúde”. Relatou a funcionária de um hospital.

CONSÓRCIO NOROESTE

Responsável pelas linhas de transporte coletivo municipal de Colatina, o Consórcio Noroeste se limitou a informar que “está seguindo rigorosamente o decreto”.

PREFEITURA DE COLATINA

Apesar das reclamações, a prefeitura de Colatina informou que o disque-aglomeração não recebeu denúncias sobre aglomeração e irregularidades no funcionamento do transporte coletivo. O executivo destacou ainda que fiscalizações estão sendo realizadas frequentemente. 

Foto captada nas redes sociais    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular