Reflexos da pandemia em Colatina: Lojas de artigos para festa continuam sofrendo com queda nas vendas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Entre os reflexos da pandemia do novo coronavírus, as lojas de festas seguem registrando baixos movimentos por falta de eventos. Antes do aparecimento da doença, nos meses de junho e julho, por exemplo, a demanda de clientes era grande devido as tradicionais festas juninas, que esse ano não foram realizadas. 

Em Colatina, os comerciantes desse setor também reclamam da queda nas vendas, como é o caso de Marcos Belz, proprietário da Bandeirante Festa Colatina, localizada na rua Alexandre Calmon, no Centro. Segundo ele, em seu estabelecimento a procura por artigos para festa caiu muito durante a pandemia, porém, agora, está dando uma reagida. Consequentemente, houve demissões. 

O comerciante se agarra na esperança de que após a maioria das pessoas serem vacinadas, tudo comece a voltar ao normal e as vendas aumentem, no mais tardar, a partir de novembro.

Com relação às empresas que promovem as festas e eventos, um levantamento feito pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) mostrou que a pandemia afetou 98% do setor no Brasil. Impactados pela crise, a maioria das empresas tiveram que demitir funcionários ao longo dos meses ou até fecharam as portas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular