Procura por antigripais dispara nas farmácias de Marilândia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Com o surto de gripe misturado ao crescimento de casos de covid-19, a venda de medicamentos antigripais disparou nas farmácias de Marilândia nas últimas semanas. A procura por remédios para coriza, febre e dor de cabeça triplicou em alguns estabelecimentos, na comparação com o mesmo período do ano passado. 

O farmacêutico Nelson Lorencini Júnior, na profissão há 16 anos e que trabalha na Farmácia Nossa Senhora Auxiliadora, afirmou que as vendas aumentaram cerca de 200% desde a semana do Natal e que, se a demanda continuar como nos últimos dias, pode haver uma possível falta de medicamentos para sintomas gripais. Disse ainda que a reposição de estoques é diária. Confirmou também que desde o final do ano passado as drogarias de Marilândia já não tinham mais o Tamiflu, medicamento prescrito para pacientes que apresentam Síndrome Gripal (SG) ou Síndrome Respiratória Aguda Grave(SRAG).

O cenário permanece o mesmo. Todas as farmácias consultadas nesta quarta-feira(12) continuam sem o remédio, bem como não têm previsão de quando será reposto. 

Mesmo com a menor oferta e maior demanda, os proprietários de farmácias da cidade alertam que não há motivo para as pessoas correrem às farmácias em busca de medicamentos contra a gripe, tampouco levar grandes quantidades para fazer estoques pessoais. As farmácias, por mais que possam registrar a falta de alguns medicamentos, dizem se tratar de “problemas pontuais”. 

Os preços também não sofrem alterações, já que o reajuste de medicamentos só é feito no mês de março.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular