Coruja é condenado a 48 anos e 6 meses de prisão por mortes de vizinhos no Bairro Nossa Senhora Aparecida

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O homicida Edvaltar Luís Fagundes, conhecido como Coruja, que em outubro de 2016 matou à tiros no Bairro Nossa Senhora Aparecida, um casal de vizinhos, Jaine Coelho da Silva e Vilson Júlio da Silva, por acreditar que os dois estavam falando mal dele, foi a júri popular nesta quarta-feira (06), no Fórum de Colatina, sendo condenado a 46 anos e 6 meses de prisão,  23 anos e 3 meses por cada morte e mais 2 anos pelo art. 14 do Estatuto de Desarmamento.

A tese da Defesa foi insanidade mental e luta corporal com disparo acidental. Coruja possuía histórico de violência, inclusive com arma de fogo.

Logo após cometer o crime que aconteceu na porta da residência onde o casal morava Coruja fugiu e ficou um ano e meio foragido. Ele foi localizado pela Polícia Civil no Ceará em janeiro do ano passado. Desde então está no presídio de Colatina . 

Fonte: Foto reproduzida das redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular