Polícia Civil diz que concluirá “Caso Brenda” nós próximos 30 dias. Veja panorama

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Passados um mês da morte da adolescente Brenda Marques Feitosa,14 anos, encontrada enterrada em uma cova rasa, no bairro Vicente Soela II, em Colatina, a Polícia Civil ainda não identificou o suspeito ou suspeitos do crime. As investigações continuam.

A Polícia Civil reforça a hipótese de crime passional para explicar a morte da jovem e que pessoas próximos a ela  a tenham assassinado. O Delegado Deverly Pereira Junior disse que já descartou o envolvimento da menor com o tráfico de  drogas.

Brenda desapareceu no dia 18 de maio . A família registrou o desaparecimento na Delegacia de Polícia. Dois dias depois o corpo foi encontrado por um vaqueiro numa propriedade particular a alguns metros da casa onde ela morava. Brenda estava muito machucada, mas morreu-de acordo com a perícia- devido a um corte na garganta.

O exame que comprovaria se Brenda sofreu violência sexual foi inconclusivo devido ao estado do corpo em decomposição .

O delegado Deverly disse que   ouviu 10 pessoas entre parentes e vizinhos da adolescente, e agora espera o resultado de exames feitos nas possíveis armas do crime ,uma faca e uma enxada, que foram encontradas na casa onde Brenda morava.

Segundo o delegado se houver vestígio de sangue nesses instrumentos ele vai pedir a comparação com o DNA da vítima para saber se os instrumentos utilizados no homicídio da vítima.

A Policia Civil também está investigando o linchamento que aconteceu um dia depois que o corpo da adolescente foi encontrado. Moradores agrediram dois homens por acreditarem que eles tinha relação com a morte da menor. Um desses homens agredidos é cunhado da adolescente. Ele também já foi ouvido algumas vezes pela Polícia e mudou da cidade. O outro homem é Rangel de Souza, de 30 anos. Ele foi morto a pauladas. A Policia identificou 5 pessoas envolvidas no linchamento.

O delegado disse que vai pedir mais 30 dias para concluir as investigações dos dois crimes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular