Mãe se revolta e grava vídeo denunciando casos de dengue em Colatina

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

O momento é de muita preocupação devido a pandemia do coronavírus, mas o que está lotando verdadeiramente os postos de saúde em Colatina são as pessoas que foram contaminadas pelo mosquito da dengue. Os casos são muitos e a todo instante chegam nos postos de saúde pessoas com sintomas da doença. Mas quando o desleixo é do poder público o caso fica ainda mais sério.

Uma professora de educação física, que é mãe de uma criança que estuda nas proximidades do DPJ de Colatina, bairro Marista, se revoltou ao ponto de filmar vários carros abandonados na rua aonde se localizam duas escolas, local em que centenas de alunos transitam diariamente e com isso aumentam a probabilidade do mosquito Aedes aegypti disseminar a dengue.

Segundo a professora, Islaine Cezar, a escola onde sua filha estuda enviou um bilhete dizendo que os casos de dengue no bairro é considerável, por isso, cuidados deveriam ser tomados. Essa informação fez com que ela gravasse o vídeo demonstrando vários automóveis velhos e abandonados em uma das ruas mais movimentadas de Colatina, pois lá encontram-se a Escola Manhães de Andrade, Apae e Delegacia da Polícia Civil.

Na gravação é apresentado o desleixo da Prefeitura de Colatina, por não tomar uma atitude, sendo que o problema, atormenta alunos, pais, professores, moradores e comerciantes a muitos anos e que nos últimos tempos teve um agravamento considerável. A mãe pede providências para que ocorra a retirada das sucatas da via pública.

Na medida em que a prefeitura não recolhe os carros abandonados, que é de sua obrigação, a mesma trata com desdém o grave risco da população colatinense em contrair doenças como Dengue, Chikungunya, Zika Vírus que são transmitidas pela picada do mosquito Aedes Aegypti. Por terem uma transmissão bastante rápida, é necessário ficar atento a possíveis criadouros do mosquito e assim, eliminar estes locais para evitar a propagação da doença. Atitude que neste caso não está sendo cumprida pelo município.

Segundo o Promotor de Justiça Dr Izaias Vinagre, o exemplo da Rua Benjamim Constant, aonde estão vários veículos estacionados é a demonstração da total omissão do poder público municipal. “A maioria dos carros que se encontram nesta via é oriundo de apreensões da polícia. Mas o município, está sendo omisso em não tomar providências junto aos órgãos competentes para a remoção dos veículos”. Afirma o promotor

A administração pública através da Superintendência de Vigilância de Saúde respondeu ao Ministério Público que foram notificados os proprietários dos veículos para serem retirados, os que não foram, mantém periodicamente um trabalho de vistoria para que não se proliferem as doenças transmitidas por mosquitos. Uma ação meramente paliativa, demonstrando omissão do poder público em resolver esse grave problema gerador de doenças e transtornos para a sociedade colatinense, segundo o Promotor de Justiça Dr. Izaias Vinagre.

Mais Notícias

1 Comentário

  • Discordo com essa mãe preocupada com Dengue,o o problema maior é que a população é relaxada e espera tudo pelo poder público para facilitar sua vida, eu já fui agente de endemias e posso falar com funciona isso se todos todos têm que ser todos fizesse o trabalho em casa de manutenção da casa e do terreno em limpeza capina coleta de materiais expostos calha caixa d’água jogar casca de côco tampinha de garrafa e etc tudo que acumula água ficaria mínimo poder público fazer alguma coisa para dengue a dengue é controlado sim ponto mas o povo relaxado não são todos também tem de colaborar.
    Aí é fácil tirar um problema seu da reta e colocar no órgão público eles fazem a parte dele sim eu acho que ele já faz até demais com carro de fumacê limpando as galerias varrendo as ruas limpando as encostas plantando árvores só que o problema maior não é a prefeitura é a população em si não é generalizando mas tem muita gente que não tá nem aí para as doenças que vem que tá acontecendo nos últimos tempos principalmente a dengue que tá aí ele nem se a mais de 10 anos e ninguém consegue controlar agora o povo é o maior culpado pela proliferação da dengue devido as sujeiras que joga nos locais públicos

    Resposta

Deixe um comentário