Comércio do centro de Colatina sente impacto do coronavírus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Assim como diversos setores da economia, o comércio vem sendo prejudicado pela pandemia do Coronavírus (Covid-19). Em Colatina, o movimento de pessoas nas lojas, especialmente nas do Centro, diminuiu consideravelmente. Grande parte da população está aderindo às orientações das autoridades competentes e evitando sair de casa.

Apesar do impacto na economia, comerciantes apoiam as medidas de prevenção adotadas pelo Governo do Estado e do município. “Quanto menos o vírus se espalhar, mais rápido vamos combatê-lo e assim retomar nossas atividades normalmente”. Diz um comerciantes do Calçadão da Rua Geraldo Pereira.

Os comerciantes do município, em sua maioria, estão tomando atitudes importantes, como fornecer álcool em gel para seus funcionários e clientes; evitar aglomerações, como treinamentos e reuniões, principalmente em locais fechados; e optar pelo sistema home office (escritório em casa) para os colaboradores de cargos que possibilitem o trabalho remoto. 

Para não perder venda, lojistas de Colatina estão investindo no atendimento por telefone e internet, além de adotar o sistema de delivery (entrega), levando o produto até o consumidor. Lojas, lanchonetes, prestadores de serviço, já iniciaram essa ação tendo como objetivo diminuir o mínimo possível o fluxo de vendas nesse período.

Segundo o proprietário da Loja Giacomin Colchões a queda iniciou lentamente na semana passada e nesta semana se agravou.. “Tem amigos do comércio dizendo que as quedas chegam de 30% a 50% aproximadamente. Mas tá cedo ainda para falar como tudo isso vai acabar”. Relata Zequinha Giacomin que está a mais de 40 anos no mercado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular