Vacinação contra gripe começa nesta segunda-feira (23). Conheça os pontos de imunização em Colatina

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Começa na segunda-feira (23) Campanha  Nacional de Vacinação  contra a Gripe. Na primeira etapa, os públicos prioritários são idosos e trabalhadores da saúde. Serão realizadas mais duas fases em datas distintas e para públicos diferentes, alcançando cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo o país. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos, até 22 de maio. Foram adquiridas 75 milhões de doses da vacina, que estão sendo enviadas aos estados. O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece em 9 de maio (sábado). Nesta data, os 41 mil postos de saúde ficarão abertos para atender todos os grupos prioritários. 

Pontos de vacinação em Colatina

Casa da Cultura e ACD São Silvano : das 8 horas às 15 horas

Os demais pontos de vacinação  vão funcionar  de horário estabelecido e divulgado pelas equipes de saúde.

Unidade de Saúde de Vila Lenira- Início às  8 horas e término  de acordo com o ponto de vacinação

Unidade de Saúde de São Judas Tadeu- Início às 8 horas e término  de acordo com o ponto de vacinação

Unidade de Saúde São Pedro – Início das 8 horas e término de acordo com o ponto de vacinação

Unidade de Saúde de Bela Vista- Início ás 8 horas e  término de acordo  com o ponto de vacinação

Unidade de Saúde Honório Fraga- Início às 8 horas e término de acordo com o ponto de vacinação 

Unidade de Saúde bairro Colúmbia- Início às 8 horas e término de acordo com o ponto de vacinação.

Unidade de Saúde de Ayrton Senna- Início às 8 horas e término de acordo com o ponto de vacinação

Unidade de Saúde de Carlos Germano Naumann- Início às 8 horas e término  de acordo com o ponto de vacinação

Unidade de Saúde de Maria das Graças- Início às 8 horas  e término de acordo com o ponto de vacinação

Vacinação nos distritos:

Reta Grande- 10 horas às 15 horas

Baunilha-10 horas às 15 horas

Neste ano, o Ministério da Saúde mudou o início da campanha, de abril para março, para proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, ajudará os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, pois os sintomas são parecidos. E reduzirá a procura por serviços de saúde. Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público.  

Mais Notícias

Deixe um comentário