Colatinense luta contra deportação dos Estados Unidos e esposa pede ajuda

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

O colatinense, Tiago Cabral graduou-se com honras na High School de Medford (Massachusetts), no ano de 2018. Ele e Anna Araújo estão casados desde abril do mesmo ano. Mas a vida do casal mudou há cerca de um ano, quando o colatinense foi preso por agentes do Departamento de Imigração e Alfândega (ICE, sigla em inglês).

De acordo com sua esposa, desde que foi detido, Tiago luta para permanecer no país. “Ele é um homem bom, honesto, trabalhador, responsável e um ótimo marido”, disse ela. A esposa explicou que o pedido de permanência nos Estados Unidos foi em março, mas ele tem a chance de apelar para o Tribunal Superior. “Mas precisamos pagar US $9,000 referentes a custos advocatícios e taxas judiciais”, disse.

Em uma campanha aberta no site GoFundMe, Anna explicou que em razão da crise causada pela pandemia do coronavírus, ela está desempregada há um mês e não tem condições de arcar com as despesas. “Por isso espero contar com o apoio e a sensibilização da comunidade”, disse. “Se não entrarmos com a apelação, meu esposo será deportado”, continuou.

O objetivo da conta aberta no site é arrecadar a quantia de US $9,000 e até quinta-feira (23), havia sido doado pouco mais de US $4,700. Os interessados em ajudar é só acessar o link https://bit.ly/3eHxAX6 e doar qualquer valor.

ES-FALA/Informação Brazilian Times

Mais Notícias

Deixe um comentário