Estado adota funcionamento do comércio em dias alternados. Entenda

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

De acordo com o Governador Renato Casagrande, a partir da próxima semana, os diferentes setores terão dias da semana previamente definidos para funcionar nas cidades consideradas de alto risco. Os estabelecimentos comerciais de produtos do corpo humano poderão abrir na segunda, quarta e sexta-feira, enquanto os comércios dos demais produtos não ligados ao corpo humano funcionam na terça e quinta-feira. Na semana seguinte, os comércios que abriram nos dias ímpares, abrem nos dias pares e vice-versa. O horário de funcionamento deverá ser das 10 horas às 16 horas.

Nos dias que estiverem com portas fechadas, os comércios poderão funcionar com delivery e no esquema drive-thru. O objetivo dessa flexibilização é garantir a manutenção dos empregos. Os municípios são classificados (risco baixo, moderado, alto ou extremo) levando em consideração a taxa de disponibilidade de leitos de UTI e o coeficiente de casos confirmados do novo Coronavírus (Covid-19) por município.

“Estamos com 60% a 61% de leitos de UTI ocupados hoje (8) [média do Estado]. Esse percentual permite que a gente possa fazer essa distribuição de responsabilidade, dividindo o sacrifício para todos os setores, não só perdurando essa responsabilidade no comércio”, disse Casagrande.

O governador ressaltou que a medida funciona de forma reversível e que o flexibilização na abertura do comércio não significa o relaxamento do isolamento social. “Ao mesmo tempo que você avança em relação a algumas atividades, você pode recuar. Se houver redução do isolamento social, vamos ter que, nos próximos dias, tomar outras medidas”, disse Casagrande.

Casagrande também determinou que todo o comércio não essencial não poderá mais abrir aos finais de semana. Os restaurantes, para evitar aglomeração, também terão que fechar aos sábados e domingos.

Será permitida a abertura de farmácias, comércio atacadista, distribuidoras de gás de cozinha e de água, supermercados, padarias, lojas de produtos alimentícios, lojas de cuidados animais e insumos agrícolas, postos de combustíveis, lojas de conveniências, borracharias, oficinas de reparação de veículos automotores e de bicicletas e estabelecimentos de vendas de materiais hospitalares.

“Poderão praticar delivery, drive-thru, isso vai ser totalmente possível. Bares já estão fechados, então essa é mais uma ação do Plano de Convivência”, explicou. Os shoppings e as escolas também deverão permanecer fechados. A realização de eventos segue proibida. Nos shoppings, os lojistas também poderão fazer a comercialização de produtos por meio de drive-thru ou delivery. Já os centros comerciais, por serem de menor porte e não terem lojas que causam muito aglomeração, poderão reabrir as portas.

A adoção neste formato inicialmente será para o comércio de rua nos municípios considerados de Alto Risco (Cariacica, Fundão, Serra, Viana, Vila Velha, Vitória e Santa Teresa). Os shoppings e as escolas seguem fechados nesses locais

ES-FALA/Informações Notícias 24 horas.

Mais Notícias

Uma resposta

Deixe um comentário