Saúde

Coronavírus: Colatina registra mais duas mortes

O boletim Covid-19, que é publicado diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde, contabiliza 195 óbitos até esta terça-feira (19). Foram registrados 87 novos casos da doença contra

Secretário da Saúde de Marilândia testa positivo para coronavírus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O Secretário de Saúde de Marilândia, Beto Partelli, testou positivo para o novo Coronavírus. Ele começou a sentir os sintomas da doença na sexta-feira (29). No primeiro teste que ocorreu no mês de abril deu negativo, mas no segundo teste deu positivo para a Covid 19.

Beto enquanto secretário, adquiriu 100 novos testes para o município, de altíssima precisão, cujo resultado sai em apenas 15 minutos. O produto é de última geração e somente as cidades de Marilândia e Linhares, até o presente momento, possuem o teste no Estado. Partelli, fez o teste no próprio município. “É inovador, um teste rápido feito com antígeno e consegue colher do terceiro ao sétimo dia, mais uma vez Marilândia sai na frente em investimentos para beneficiar a população”. Revela Partelli.

O Secretário fez o primeiro teste para detectar se tinha sido contaminado pelo novo coronavírus no dia 20 de abril, quando procurou o pronto atendimento de Marilândia, onde o médico pediu um raio x, mas o exame não foi conclusivo. Então solicitou uma tomografia que foi feita na quarta-feira (22), em Colatina. Após os exames foi até ao Hospital Sílvio Avidos, que é referência da região para os casos de Covid-19 e no hospital os profissionais de saúde optaram em fazer um teste do swab, trata-se de um teste de cotonete estéril que serve para coleta de exames microbiológicos.

O resultado do exame saiu em 3 dias, quando o secretário soube que tinha testado negativo para o Covid-19. Mas 42 dias após repediu o exame e desta vez o teste deu positivo. “Estou bem, eu e minha esposa Carla, estamos de quarentena em nossa residência, seguindo as orientações médicas”. Revela Beto.

Marilândia foi uma das primeiras cidades em restringir uma série de ações sociais para combater o coronavírus. Enquanto que muitas cidades pensavam qual seriam as ações, o Secretário de Marilândia já tomava medidas polêmicas como retirar os bancos do canteiro central da avenida principal, para os idosos não se aglomerarem e consequentemente não se contaminarem. Barreiras sanitárias e outras atitudes que em muitas cidades estavam ainda na teoria, Marilândia se destacava no enfrentamento.

Enquanto que o mundo discutia a eficácia da Cloroquina, Partelli anunciava a regulamentação do uso da Cloroquina no tratamento de pacientes com sintomas leves na Rede Municipal de Saúde de Marilândia. O secretário autorizou a compra e criou protocolo municipal que está amparada pela nova portaria do Ministério da Saúde e seguirá o mesmo protocolo.  

Na época fez reuniões com os médicos da Secretaria de Saúde de Marilândia e autorizou a compra do produto e mandou um ofício para o Ministério da Saúde solicitando o medicamento, pois foi informado que o exército está produzindo a droga em larga escala.

Deixe um comentário