O frigorífico colatinense Frisa, pretende abrir seu capital na Bolsa de Valores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O frigorífico colatinense Frisa, no mercado há mais de 50 anos, quer abrir seu capital na Bolsa de Valores. O plano é do fundador e diretor-presidente da empresa, Arthur Arpini Coutinho. “É uma meta que a gente tem que perseguir, mas dependemos de um pouco mais de crescimento. A gente gostaria de novos capitais para investir no próprio setor. Por isso, esse plano não está fora das expectativas, só que é algo mais a médio prazo”. 

A história da empresa colatinense, começou em 1968. De lá pra cá, cresceu e hoje está entre os maiores frigoríficos do país. Com unidades em Colatina, Nanuque, Teixeira de Freitas e Niterói, contam com mais de 3.000 colaboradores. Produzem diariamente uma ampla linha de produtos in natura e industrializados. Os produtos Frisa atende aos mercados  do Brasil e exterior.

Com grande variedade de produtos (cerca de 200 SKUs, entre as linhas in natura e industrializados), opera com um alto controle de qualidade – todas as carnes são estocadas sob rígidas regras de resfriamento. Só na unidade de Colatina, a capacidade de armazenagem é de mais de 7.000 toneladas de produtos.  

Deixe um comentário