Polêmica na saúde em Colatina: verba conquistada por parlamentar destinada à Santa Casa pode ser redirecionada pela Prefeitura de Colatina

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Um caso vem chamando atenção na área da saúde no Município de Colatina, que é o “não” repasse de R$ 2 milhões destinados a Santa Casa de Misericórdia de Colatina. A instituição está investindo na implantação de 30 novos leitos de clínica médica e 10 leitos de UTI. O Investimento demanda grande soma em recurso financeiro e esse valor destinado ao hospital filantrópico seria de grande ajuda para a instituição.

Uma carta aberta destinada ao Prefeito Sérgio Meneguelli, assinada pelo Deputado Federal Da Vitória, parlamentar que conseguiu a verba para a instituição, acompanhado por todos os vereadores de Colatina, que aprovaram a destinação da verba para a Santa Casa de Colatina, solicitaram ao prefeito Sérgio Meneguelli, que fosse solidário diante da crise e que aplicasse os recursos de R$ 2 milhões destinados para o Hospital Santa Casa, e não os utilize em outra área, visto a necessidade do investimento, tão carente em época de pandemia. 

Mas segundo a diretora da Santa Casa de Misericórdia, Débora Gatti, a solicitação foi em vão, nesta quarta-feira (22) ela recebeu uma ligação do presidente do conselho de administração do hospital, informando que o recurso não seria passado para a Santa Casa e “que nós não fazemos jus ao recurso pois a secretária de saúde informou que eles não são obrigados a repassar”. Revela a Diretora.

Nesta polêmica, o que chama a atenção é que a própria Secretária de Saúde de Colatina, estava presente quando o parlamentar esteve pessoalmente na unidade, em uma quinta-feira (02) no início do mês de julho, para comunicar o repasse do dinheiro. Respeitando os protocolos de distanciamento social e uso de máscaras, Da Vitória foi recebido pela diretora técnica da Santa Casa, Dra. Guadalupe Machado, pelo vice-presidente do Conselho da Santa Casa, Padre Henrique, e pela secretária municipal de Saúde, Kamila Roldi. Na ocasião o parlamentar explicou que o Governo Federal autorizou o repasse, por meio de uma portaria publicada no Diário Oficial da União de quinta-feira (02), para o Fundo Municipal de Saúde, que repassará o valor para a Santa Casa.

Foi solicitado ao setor de comunicação da Prefeitura de Colatina, uma manifestação da Secretaria de Saúde Municipal e a resposta enviada foi que: “A Secretaria de Saúde tem gestão financeira própria e todos os detalhes desse repasse estão sendo analisados pela Procuradoria Geral do Município. A Secretária Kamila Roldi aguarda o parecer da procuradoria para emitir sua decisão baseada sempre dentro da lei”. Diz a nota.

A Diretora da Santa Casa de Misericórdia de Colatina, Débora Gatti disse que: “O Hospital Santa Casa de Colatina foi contemplado com o valor de R$ 2 milhões, destinado pelo Deputado Josias Da Vitória, e com o valor de 100 mil, destinado pelo Deputado Evair de Mello, ambos através do Portaria n° 1.666 de 01 de Julho de 2020, para enfrentamento do Covid-19.

O recurso foi aprovado pela Câmara dos vereadores, e a Instituição protocolou o pedido de repasse. Ocorre que a Administração Pública não realizou a transferência do recurso até a presente data.

Cabe informar, que o município foi oficializado pelos referidos parlamentares, acerca do  recurso destinado ao Hospital, porém, a Gestão Municipal alega que o Hospital, assim como outras Instituições beneficiadas, não faz jus ao recebimento dos valores.

O recurso será de extrema importância para subsidiar a prestação de serviços para população de Colatina e Região, visto que a partir da próxima segunda, 27 de Julho de 2020, o Hospital implantará assistência a saúde de pacientes suspeitos/confirmados com Covid-19″. Relata Débora Gatti.  

Mais Notícias

Deixe um comentário