Após vencer a Covid-19, policial militar, colatinense morre aos 50 anos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A cidade de Colatina neste domingo (26), recebeu com tristeza o anúncio do falecimento de um profissional da área de segurança pública que era conhecido pelo seu profissionalismo e competência. O Sargento Sandro Machado, ingressou na Corporação da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo em dezembro de 1989. Após 31 anos de reconhecida dedicação ao serviço militar, no final deste ano, iria para a reserva, para vivenciar uma nova fase em sua vida, se dedicando ao seu maior amor, a sua família.

Machado foi contaminado pelo novo coronavírus aproximadamente a duas semanas. por querer proteger sua família, em especial sua filha de dois anos, optou pela internação. Com o tratamento adequado, com os passar dos dias foi se fortalecendo e consequentemente conseguiu vencer o Covid-19.

Neste meio tempo que estava internado, segundo o amigo pessoal, o policial militar Moises Andrade, durante o tratamento, foi descoberto um tumor no fígado. Após dias internado, Machado teve alta da Covid-19 e voltou para a sua residência, mas passou mal devido ao estado avançado do tumor hepático e voltou a ser internado, desta vez, no Hospital Evangélico em Vila Velha, na Grande Vitória. Mas não suportou o avanço da doença no fígado que foi agravada pela Covid-19, e veio a falecer no início da tarde deste domingo (26).

“A sua maior vitória foi o nascimento de sua filha. Amava sua família. Machado era uma pessoa fenomenal, profissional seríssimo, concentrado nas suas atividades. Era admirado por que sozinho, muitas vezes, conseguiu tomar conta do trânsito no município”, revela Moisés Andrade.

O Corpo de Sandro saíra de Vitória às 6 horas, desta segunda-feira (27), com o destino a Colatina.
Amigos e policiais preparam uma carreata, por algumas ruas no centro de Colatina, que passará pelo bairro Vista da Serra, onde o Sargento Machado residia e seguirá em direção ao cemitério de São Vicente, quando ocorrerá o sepultamento.

Sargento Sandro Machado, que iria se aposentar como Segundo Sargento da Polícia Militar, morreu aos 50 anos e deixa esposa Jamile Machado, que a todo momento esteve ao seu lado e a filha Nandara Lúcia Machado, além de muitos amigos que lembrarão dele com muita admiração, pela pessoa, pai, esposo e militar que foi.   

Deixe um comentário