Através do Incaper, Governo do Estado entrega picapes em Fazenda Experimental de Marilândia e em mais seis cidades

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Foram realizadas as entregas de sete picapes nas Fazendas Experimentais do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). A ação é resultado de um convênio entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Incaper. As fazendas contempladas estão nas localidades de Marilândia, Venda Nova do Imigrante, Domingos Martins, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares, Sooretama e Viana.

As entregas visam a proporcionar o melhor desenvolvimento das pesquisas agropecuárias e a valorizar a atividade dos pesquisadores do Incaper no campo, como afirmou o diretor-presidente do Instituto, Antônio Machado. 

A renovação da frota de automóveis é vista como um fortalecimento da estrutura de pesquisa para o gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação do Incaper, Renato Taques. “É uma entrega que melhora as condições de trabalho dos pesquisadores, que retornam à sociedade resultados importantes, principalmente para os agricultores capixabas”, completou.

Trabalho nas Fazendas Experimentais

As sete Fazendas Experimentais contempladas com os automóveis desenvolvem trabalhos de pesquisa aplicada e de conservação do meio ambiente, a exemplo da unidade de Viana. A proposta da fazenda é de despertar a consciência ambiental e a responsabilidade do público em geral, em especial dos agricultores, para a conservação dos recursos naturais e de espécies nativas da Mata Atlântica como Pau Brasil, Seringueira, Palmáceas e Cacau. No local, existem Unidades Demonstrativas de Sistemas Agroflorestais que reforçam a linha de atuação de que é possível desenvolver atividades agrícolas sem degradar o meio ambiente.

A Fazenda Experimental de Bananal do Norte, localizada  no distrito de Pacotuba, de Cachoeiro de Itapemirim, é outra unidade contemplada. O local é a principal base de pesquisa do Incaper para a região sul e Caparaó. Possui uma área de 200 hectares, onde são realizadas atividades de pesquisa e desenvolvimento, com destaque nas áreas de café conilon, fruticultura, silvicultura, pastagem e pecuária de leite. 

Mais Notícias

Deixe um comentário