Morre, em Colatina, um dos principais proprietários de farmácia da cidade

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Colatina amanheceu nesta quarta-feira (26), com um notícia triste. A morte de um dos farmacêuticos mais importantes da região Noroeste do Espírito Santo.

Otací Fonseca do Carmo, de 81 anos, faleceu por volta das 7 horas da manhã desta quarta-feira (26), em sua residência, no centro de Colatina.

Otací, além de ser uma das pessoas mais conhecidas do município, também era uma das mais queridas. Conquistou milhares de clientes no seus mais de 50 anos trabalhando em farmácias.

Em Colatina, antes de inaugurar a famosa Farmácia do Otací, trabalhou como funcionário por vários anos. 

Ao chegar em Colatina de Caratinga, Minas Gerais, sua cidade natal, Otací começou sua vida profissional no município em 1975 na farmácia do senhor Altino Dias da Rosa, a antiga Farmácia Espírito Santo. Após alguns anos ingressou na Farmácia Popular, também muito conhecida em Colatina, cujo proprietário já falecido, Sr.Alcebíades ,era uma referência no atendimento na cidade.

Já com muita experiência e requisitado por muitas pessoas, Otací inaugurou na década de 90 a Farmácia do Otací, inicialmente na rua Santa Maria, no centro de Colatina. Teve uma passagem rápida pela rua Alexandre Calmon, até se transferir para o Calçadão da rua Geraldo Pereira em 1996, quando a farmácia se tornou uma das maiores referências de toda a região Noroeste do Estado.

“Uma pessoa maravilhosa. Assim eu definiria Otací, como patrão, pai, amigo.Em tantos anos,somente tenho coisas boas de falar dele.” revela o funcionário Alcenir Pereira, que estava com Otací na farmácia há décadas.

Otací Fonseca, tinha problemas cardíacos e diabetes. Mesmo aos 81 anos, sempre que podia estava presente na farmácia passando sua experiência para os funcionários. Gostava muito de conversar e sempre causou admiração pelo seu jeito educado e principalmente competente em atender as pessoas.

Otací Fonseca do Carmo, se despede deixando uma gama de pessoas que tinham prazer em viver ao seu lado e ser atendido por ele. Seis filhos, funcionários e muitos amigos têm a certeza de que conviveram com um homem de caráter e que fazia questão de ajudar o próximo. 

Mais Notícias

Uma resposta

Deixe um comentário