Coronavírus: Colatina contabiliza, nesta quarta, 285 mortes. Veja data prevista para vacinação de pessoas com comorbidades

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O boletim Covid-19, que é publicado diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde, contabiliza 285 óbitos até esta sexta-feira (16). Foram registrados 44 novos casos da doença contra 46 curas registradas. Nesta quinta-feira (15), não foi contabilizado nenhum óbito.

O total de casos confirmados da Covid-19 até a presente data é de 17.621 pessoas que foram contaminadas desde o início da pandemia. Destes encontram-se clinicamente curados 16.756. Dos contaminados, 521 estão em isolamento domiciliar. 

Na rede hospitalar, tanto nos hospitais públicos como nos privados, estão internadas 59 colatinenses.

COMORBIDADES

A campanha de vacinação contra o novo coronavírus avança no Brasil, ainda que em ritmo muito lento. No Espírito Santo, a expectativa agora é que o grupo das pessoas com comorbidades seja o próximo a ser imunizado. 

A expectativa é que a vacinação desse grupo comece ainda neste mês. No entanto, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) ainda depende do envio de doses suficientes, pelo Ministério da Saúde, para oficializar uma data.

De acordo com a Sesa, em todo o Espírito Santo existem quase 400 mil pessoas com algum tipo de comorbidade. A vacinação desse grupo vai ser escalonada, numa ordem decrescente de idade, começando com o público entre 50 e 59 anos, em seguida entre 40 e 49, e assim por diante.

Para se vacinar, a pessoa vai precisar de um laudo médico que comprove a comorbidade. É preciso que seja uma doença que conste da lista do Ministério da Saúde. A relação inclui diabetes e hipertensão arterial grave, doenças pulmonares graves, doenças do coração, obesidade mórbida, entre outras. 

Por enquanto, a campanha de vacinação no Espírito Santo segue com a aplicação das primeiras doses em idosos entre 60 e 64 anos, forças de segurança e professores. “Com as próximas remessas de vacina do Ministério da Saúde, ainda precisamos complementar o número de doses para continuar a vacinação do público de 60 a 64 anos. Após a vacinação desse público, o próximo a ser contemplado são as pessoas com comorbidades”, afirmou a coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Danielle Grillo.

“Por uma decisão do governo do Estado, houve uma antecipação de dois grupos prioritários do plano nacional de vacinação, que são as forças de segurança e salvamento, conforme própria orientação do Ministério da Saúde, em nota técnica, e também do público de professores. Para a antecipação desses dois públicos, o Estado do Espírito Santo vai lançar mão da reserva técnica de 5% das doses que chegam a cada remessa do Ministério da Saúde, que são aquelas doses que vêm para suprir situações excepcionais”, completou.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular