Primeiro quadrimestre de 2021 tem redução de 13,5% no registro de homicídios no Espírito Santo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O Espírito Santo fechou o primeiro quadrimestre de 2021 com uma redução de 13,5% nos registros de homicídios dolosos, no comparativo ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram registradas 379 mortes de janeiro a abril, contra 438 assassinatos nesse mesmo período em 2020. O resultado representa o segundo menor desde 1996, atrás apenas de 2019, com 364 registros.

A maior redução foi registrada na Região Metropolitana, que acumulou 31,2% de queda. Em 2021, foram 183 registros, contra 266 em 2020. Nos municípios que compõem a Região Metropolitana, Vila Velha foi o que concentrou a maior queda, de 50,7% em relação ao mesmo período do ano passado (foram 34 homicídios em 2021, contra 69 no mesmo período de 2020). A região sul do Estado manteve a tendência de redução, com 2,4% de queda com relação ao primeiro quadrimestre de 2020. As regiões norte, noroeste e serrana registraram aumento. 

Em abril de 2021, foram registrados 93 homicídios, um a menos que em abril de 2020. O mês registrou quatro casos de duplo homicídio, nos municípios de Anchieta, Vitória, Santa Leopoldina e Vila Velha. Desses, pelo menos dois (Santa Leopoldina e Vila Velha) foram crimes de proximidade, que não podem ser evitados pela ação policial. 

O monitoramento e definição de ações para a redução de homicídios é um dos pilares do Programa Estado Presente em Defesa da Vida. O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, destacou a importância das ações integradas de enfrentamento à criminalidade violenta.

“Em todo o Espírito Santo, temos como base a integração entre as Polícias Civil e Militar, e outras Forças que compõem a Segurança Pública. Estas ações integradas permitem a junção de esforços e o alcance de resultados como este. É necessário agradecer a todos os policiais que, além de estarem dedicados nesta frente, atuam todos os dias nas fiscalizações dos decretos de combate à pandemia da Covid-19”, afirmou.  

Para o secretário de Estado de Economia e Planejamento e coordenador-executivo do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, Álvaro Duboc, a redução do índice de homicídios reflete o trabalho planejado e integrado que vem sendo realizado na área da Segurança Pública, sob a liderança do governador Renato Casagrande. Ele também ressalta que a redução dos índices de violência e criminalidade é um desafio de toda a sociedade.

“Ao contrário do que muitos pensam, segurança pública não é um problema exclusivamente de polícia. Com base nessa constatação, no Espírito Santo trabalhamos no enfrentamento à violência e à criminalidade atuando em dois eixos: um de proteção policial, com ações das nossas forças policiais e a parceria dos demais Poderes e órgãos que compõem o sistema de justiça criminal, e outro de proteção social, com ações que envolvem um conjunto de possibilidades, de educação, cultura, esportes, empreendedorismo, ofertadas à juventude, especialmente a residente nos territórios de maior vulnerabilidade social”, explicou o secretário Álvaro Duboc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular