Adolescente tenta matar o pai com golpes de facão em Colatina

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Um adolescente atentou contra a vida do próprio pai com golpes de facão na cabeça. O fato ocorreu neste sábado (1º) no bairro Ayrton Senna, em Colatina.

Quando a guarnição policial chegou no lugar encontrou um jovem em uma esquina após um beco que dava acesso a uma residência. Ele estava com um facão nas mãos e desferiu golpes de arma branca e chutes contra a porta da casa com a intenção de arrombá-la.

O adolescente não atendeu aos policiais que pediram que ele largasse o facão. Como a porta estava para ser arrombada e a vida do pai do menor, que estava encurralado dentro da casa, estava em perigo, os policiais usaram um espargidor de gás tendo o agressor se incomodado saindo do local em direção ao terraço. Neste instante a vítima foi resgatada e colocada na viatura do Corpo de Bombeiros que a conduziu ao Pronto Socorro do Hospital Silvio Ávidos.

Logo os policiais iniciaram diálogo com o jovem agressor identificado como L.P.B.V., que começou a atirar pedras nas viaturas.

Após esgotadas todas as possibilidades de negociação com o agressor, foi iniciada uma invasão tática ao local onde foi utilizada uma granada de efeito moral, um disparo de elastômero, sendo necessário arrombar a porta de entrada e quebrar a báscula do banheiro.

Após imobilização, o adolescente foi conduzido ao compartimento da viatura em estado bastante alterado.
Neste momento, várias pessoas que estavam próximas começaram a atirar objetos contra os policiais e viaturas sendo necessário a utilização de elastômero.

Uma mulher identificada como G.S.,. que incitava a confusão gritando para os populares atirarem pedras contra as viaturas e xingando os policiais militares foi presa.

Foto ilustrativa captada nas redes sociais

2 respostas

  1. O menino tava querendo bater no padrasto porque o mesmo estava agredindo a mãe do menino , por isso a população ficou revoltada … A polícia devia ter tentado pergunta os fatos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular