Covid-19: Vigilância Sanitária Municipal interdita um dos bares mais frequentados de Colatina

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Um dos bares mais frequentados de Colatina na atualidade, o Capitão Bar, foi interditado nesta segunda-feira (24), pela Prefeitura de Colatina. O motivo, seria a grande quantidade de pessoas aglomeradas no estabelecimento. No último sábado (22), ocorreu descumprimento das medidas sanitárias. A Polícia Militar apontou para um número grande de frequentadores no local e que muitos não usavam máscaras. Os fiscais da prefeitura foram até ao local, mas o espaço não foi autuado, já que no momento da ação, a apresentação musical ao vivo já havia sido encerrada.

Mas a aglomeração se repetiu e foi definida a interdição do estabelecimento. Desde quinta, dia 20, e na sexta, dia 21, já estava em andamento uma ação conjunta das Secretarias de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, e do Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, onde abordagens em bares e restaurantes que tinha como objetivo orientar os comerciantes sobre as medidas a serem adotadas durante a pandemia.

Durante as abordagens educativas foram observadas questões como respeito ao distanciamento social, uso de máscaras e disponibilidade de álcool em gel para higienização das mãos, e regras estabelecidas em acordo com o mapa de risco.

Mesmo assim, durante o final de semana, alguns estabelecimentos desobedeceram às regras vigentes, entre eles o Capitão Bar. As equipes da Vigilância Sanitária, com o apoio da Polícia Militar, estiveram nos estabelecimentos citados no serviço do Disque Aglomeração e pelo 190.

Baseado na lei do SUS e decretos estaduais e municipais, estes estabelecimentos sofreram interdições cautelares por conta do descumprimento dos protocolos de segurança. Estas interdições são por tempo indeterminado. Além disso, por meio dos autos de infração, cada estabelecimento está sujeito à multa.

O QUE DIZ A DIREÇÃO DO CAPITÃO BAR

O CAPITÃO BAR informa que cumprirá todas as exigências imposta pela vigilância sanitária e pela prefeitura municipal.
Todas as medidas para o retorno de nossas atividades estão sendo tomadas, seguindo a portaria 013-R da SESA.

Uma resposta

  1. Acho que essa interdição e sem motivo..pois cada um vai onde quiser que seja aglomerado ou não.. Eu apoio aos donos de estabelecimento a trabalharem.. governantes..por na cabeça de vcs que se não for o covid..Vai ser a fome..que vai matar um monte..vigilância e entre outros..vai atraz de ver os preços absurdos dos produtos nas prateleiras.. aí vcs querem fexar é multar o dono de estabelecimento que ainda está conseguindo manter 10 ou mais funcionários que leva desse estabelecimento o produto caro do supermercado com o pouco que eles ganham aí..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular