Camilo Cola, um dos maiores empreendedores do Brasil, com empresa também em Colatina, morre aos 97 anos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Um dos maiores empreendedores do Espírito Santo, Camilo Cola, com empresa sediada em Colatina, a Marbrasa, empresa de extração e comercialização de mármores e granitos, tinha o sonho de construir a maior empresa do setor de granito no Polo industrial de Maria Ortiz, em Colatina. 

Camilo Cola faleceu por volta das 23h00 deste sábado (29), em sua residência em Cachoeiro de Itapemirim, o comendador e empresário Camilo Cola, tinha 97 anos. A causa da morte não foi divulgada, mas acredita-se que foi causa natural, devido a idade avançada do empresário.

Camilo Cola foi fundador da Viação Itapemirim, que foi uma das maiores empresas de transporte de passageiros e cargas da América Latina. Ao longo de sua vida empresarial, Camilo montou um grupo empresarial forte, com empresas em diversos setores e estados, um verdadeiro conglomerado empresarial que gerou empregos e riquezas no Brasil. 

Camilo Cola

Filho de imigrantes italianos, Camilo nasceu em Conceição do Castelo, na região Serrana do Espírito Santo. Aos 18 anos se alistou ao Exército e integrou o pelotão de combatentes que lutou na 2ª Guerra Mundial. Ao retornar ao Brasil, Camilo conseguiu um empréstimo para comprar seu primeiro caminhão dando início a Viação Itapemirim, criada oficialmente em 1953.

O empresário ingressou oficialmente na política em 2007, após conquistar seu primeiro cargo eletivo como deputado federal, pelo então PMDB. Ele seguiu no Congresso Nacional até 2015. Em novembro de 2020, o empresário recebeu a Medalha do Mérito Mauá, uma homenagem do Ministério da Infraestrutura para quem de alguma forma contribuiu para o desenvolvimento do setor de transportes no País. Camilo teve a história contada na biografia “A Estrada da Vida”, publicada em 1998. 

O ex-Deputado Federal e ex-funcionário da empresa Marbrasa Lézio Sathler, que trabalhou com o comendador Camilo Cola por 20 anos, revelou sua admiração pelo empreendedor. “Camilo Cola foi um símbolo de empreendedor no Brasil e pioneiro no setor de granito. Ele tinha um sonho de fazer a maior empresa do setor de granito em Colatina, no pólo de Maria Ortiz, mas devido a morte de sua esposa, não terminou o projeto. Mas deixou toda a infraestrutura pronta. Revela Lézio.  

Governo do Estado 

Em uma publicação nas redes sociais, Casagrande destacou que Cola foi “um dos maiores empreendedores do Brasil, que mesmo com o avançar da idade sempre fez planos para o futuro”, destacou.

“Recebi com pesar a notícia do falecimento de Camilo Cola, ex-combatente, apaixonado pela política e, sobretudo, um dos maiores empreendedores do Brasil, que mesmo com o avançar da idade sempre fez planos para o futuro. Em homenagem, eu decretarei luto oficial por três dias no ES”. 

Uma resposta

  1. Muito inteligente Deus deu As graças de viver 97 anos.
    Que ele seja recebido nós braços no paraíso celestial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular