Estelionatários aplicam golpes se passando por servidores bancários em Colatina e Pancas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Mais um tipo de golpe vem sendo aplicado por estelionatários que se passam por servidores do Banco do Brasil, principalmente, causando grandes prejuízos financeiros às vítimas. Três casos foram registrados na Polícia Civil, sendo um em Colatina; um em Pancas; e outro em Vitória. 

De acordo com os fatos narrados nas ocorrências da Polícia Militar, se passando por servidores do banco citado, bandidos ligam para clientes através de um número fixo. Em um caso, que aconteceu no último dia 05 de abril, se passando por uma servidora do banco, em uma ligação feita por um número fixo, uma pessoa dando o nome de uma mulher, e se dizendo que era da central de segurança do Banco do Brasil, diz ao cliente que sua conta havia sofrido tentativa de invasão por outro aparelho celular e que a conta estaria vulnerável e era necessário realizar um procedimento de segurança no caixa eletrônico. 

Terminando a ligação, segundo uma das três ocorrências, uma vítima recebe uma mensagem pelo aplicativo WhatsApp, dando conta que seu telefone necessitava do procedimento de segurança e ainda passou um protocolo no fim do texto. Para confirmar que tal número era de fato do Banco do Brasil, a vítima retornou à ligação, e segundo ela, a ligação foi direcionada para a central do banco. Por causa disso, a vítima realizou o procedimento, confiando que se tratava realmente de serviço realizado pelo banco, o que de fato o ato não foi feito pelo banco. 

No dia 06 de abril, a vítima foi ao caixa eletrônico da agência bancária, e conforme “combinou” com a pessoa que se passou por uma servidora do banco, mandou uma mensagem pelo WhatsApp com a palavra “ajuda”. Logo após, a vítima recebeu uma ligação de um número fixo, onde foi informada que para realizar o procedimento era necessário fazer uma chamada de vídeo do número do WhatsApp para realizar a leitura do QR Code e confirmar a autenticidade do cadastro do seu aparelho. 

Ainda de acordo com a ocorrência, a vítima percebeu que a estelionatária possuía grandes conhecimentos técnicos nos procedimentos operacionais do banco, do caixa eletrônico, entre outros. 

Segundo a ocorrência, no dia 08 de abril, a vítima percebeu que em menos de uma hora diversos valores em dinheiro foram movimentados em sua conta, através de pagamentos de boletos, além de compras pelo cartão, tendo assim enorme prejuízo financeiro. 

A Polícia Civil apura os três fatos ocorridos. Servem de alerta para todos os clientes de agências bancárias.

ESFALA/Informação O Mestre Pancas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular