Vandalismo causa prejuízo de R$ 22 mil e deixa área de caminhada da Avenida Moacyr Dalla sem iluminação em Colatina

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Após duas semanas que o Secretário de Esportes de Colatina, Sandro Gama, gravou uma mensagem nas redes sociais sobre o vandalismo que está ocorrendo na área esportiva da Avenida Senador Moacyr Dalla, onde ele retratava as ações de pessoas que destruíram diversos bens públicos, infelizmente a atitude dos marginais continuam trazendo transtorno para as pessoas que praticam esporte e utilizam o espaço para caminhar.

No levantamento dos prejuízos, quando ocorreu o fato, além dos furtos de fios que são utilizados para que tenha a iluminação adequada no local, foram danificados, luminárias, tablado de basquete, a quadra de tênis, e outros objetos, que correspondem um prejuízo financeiro para os cofres dos município de R$ 22.000,00.

A administração municipal alega que a demora em restabelecer a iluminação no local se dá devido a lentidão dos fornecedores dos materiais, que estão demorando em efetuar a entrega. O atraso ocorre, segundo a Secretaria de Comunicação de Colatina, por que tudo está muito lento neste período de pandemia do novo coronavírus. As entregas dos fornecedores atrasam e a resolução do problema demora acontecer.  

VANDALISMO É CRIME     

De acordo com o artigo 163, do Código Penal brasileiro, vandalismo é crime e o autor do delito fica sujeito a prisão e multa, por danos ao patrimônio público. A pena varia de seis meses a três anos de detenção, além das agravantes.

O item III do artigo qualifica como crime ‘destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia (…) contra o patrimônio da União, Estado, Município, empresa concessionária de serviços públicos ou sociedade de economia mista’.

Artigo 163 do código penal – autuada por danos ao patrimônio público qualificado contra o patrimônio da União, Estado ou Prefeitura, ou por motivos de detenção de seis meses a três anos. 

 Capítulo IV – Do Dano

Art. 163 – Destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia: Pena – detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa. Dano qualificado Parágrafo único – Se o crime é cometido: I – com violência à pessoa ou grave ameaça; II – com emprego de substância inflamável ou explosiva, se o fato não constitui crime mais grave; III – contra o patrimônio da União, Estado, Município, empresa concessionária de serviços públicos ou sociedade de economia mista; IV – por motivo egoístico ou com prejuízo considerável para a vítima: Pena – detenção, de 6 (seis) meses a 3 (três) anos, e multa, além da pena correspondente à violência. Pedimos a compreensão de todos e caso você tenha qualquer informação sobre este caso, ou novos atos de vandalismo faça uma denúncia na Polícia Militar, através do telefone 190.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular