Após muitas reclamações, movimentos sociais farão ato de protesto por melhores condições no transporte público nesta sexta, em Colatina

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

“Se tem um setor que aprendeu pouco com as mais de 300 mortes da Covid-19 em Colatina, foi o do transporte público municipal”. Essa afirmação é da Senhora Maria da Silva Pereira, que todos os dias ao voltar para casa, embarca em ônibus lotado e cuja aglomeração lhe traz preocupação devido a pandemia.

Um vídeo circulando nas redes sociais e em grupos de aplicativos, mostra a quantidade de gente que se aglomera nos ônibus de Colatina. “A gente precisa colocar máscara para entrar em uma padaria e aqui olha como está, não dá para entrar mais ninguém. Cadê o espaçamento?, onde está a fiscalização”. Reclama o usuário.

A reclamação de muitos usuários do transporte público colatinense fez com que os movimentos sociais da cidade organizassem um ato por melhorias nas condições do transporte público de Colatina.

MOVIMENTOS SOCIAIS

“Os movimentos sociais e sindicais de Colatina farão um ato contra o Consórcio Noroeste (Viação Joana D’arc e São Roque) por melhores condições do transporte coletivo.

O ato será a partir das 17h, em frente ao Aristides Freire, ao lado da Câmara Municipal de Colatina. 

Serão cobradas providências dos gestores públicos em relação à concessão dada ao Consórcio Noroeste, que não está cumprindo os quesitos da concessão, como a construção de abrigos de ônibus, e por melhores condições no transporte, com mais horários e mais ônibus, evitando a superlotação. Além disso, as novas roletas são muito pequenas e apertadas, causando desconforto para as pessoas obesas transitarem.

O SISPMC está inserido nessa luta por acreditar que somente organizados poderemos alcançar melhores condições no transporte coletivo na nossa cidade e, por isso, convoca toda a sociedade e servidores para participarem do ato. 
Ressaltamos a importância do uso de máscara, álcool em gel e de manter o distanciamento.

O Município precisa garantir e fiscalizar que o Consórcio Noroeste cumpra o que foi estabelecido na concessão. A população colatinense não pode continuar sendo lesada! Diz os movimentos sociais.

O QUE DIZ A PMC

Segundo o setor de comunicação da Prefeitura de Colatina, a fiscalização está em vários horários do dia. “Quando é percebido a lotação, entramos em contato com a empresa e eles enviam outro ônibus para a linha”. 

Segundo a Prefeitura de Colatina, mesmo com todos os lugares ocupados, tem pessoas que ainda querem entrar nos ônibus lotados, ocorrendo uma maior aglomeração. “Estamos fazendo um trabalho de conscientização, mas não é fácil”. Relata a secretária de comunicação. 

Ainda segundo a prefeitura, esse trabalho está tendo muito sucesso, “percebemos que houve uma diminuição de ônibus lotado de 2020 para 2021”. Afirma.

O QUE DIZ O CONSÓRCIO NOROESTE

O Consórcio Noroeste informa que monitora toda a operação dos ônibus junto à Secretaria de Transportes e mantém regularmente veículos para viagens de reforço. Sempre que a capacidade de passageio em pé é atingida, viagens extras são colocadas imediatamente. O limite para cada veículo é: sete pessoas em pé para micro-ônibus, dez para seletivo e 15 para convencional. Infelizmente, em muitas viagens, passageiros se recusam a esperar os próximos carros, o que gera uma aglomeração desnecessária.

Uma resposta

  1. Estamos juntos 🤝
    O transporte da viação são Rock em Itapina ( distrito de Colatina) so está atendendo a comunidade nos horários: Saída de Itapina as 05: 20 da manhã e retornando no horário das 17:20 saída de Colatina.
    Um absurdo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular