Suspeito de matar ex-companheira em Santa Teresa se apresenta à polícia, mas é liberado. Entenda o porquê

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O homem suspeito de matar sua ex-companheira, Clementina Jastrow, de 49 anos, se apresentou à polícia acompanhado por advogado e foi liberado. O crime aconteceu no domingo (18), em Alto Santo Antônio, interior do município, e Jovair Tassinari, de 42 anos, não havia se apresentado ainda. 

Segundo a polícia, ele entregou a arma de fogo usada no crime e confessou o homicídio, mas por não estar em situação de flagrante, não foi encarcerado. Uma testemunha relatou à Polícia Militar que Clementina estava no quintal da casa da sogra, quando o suspeito, armado, chegou e efetuou um disparo. A vítima, ferida, tentou correr, mas não conseguiu ir muito longe. O motivo da morte teria sido por causa do pagamento de pensão alimentícia no valor de R$ 8 mil. A Polícia Civil afirmou que o caso é tratado como feminicídio.

Mas porque, mesmo diante desse crime, o homem não ficou preso? A advogada Layla Freitas explica que o suspeito estava fora do flagrante. “A não existência de um processo criminal anterior é um requisito relativo a um risco à sociedade ou eventualmente a uma outra vítima também faz parte da própria análise feita pela delegacia, assim como também o fato dele ter entregado a arma. Isso também é importante”. 

A advogada disse também que mesmo o suspeito sendo liberado, com o andamento das investigações, ele pode ser preso. “Ele ser liberado em sede de delegacia não significa que o caso não vai ser investigado, analisado e eventualmente se tornar um processo criminal. Como ele já é um réu confesso, com certeza se torna um processo criminal. Vai se passar por toda a fase de defesa. Vindo a condenação, ele vai ser enviado para uma unidade prisional mais próxima”.

Dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública mostram que nos seis primeiros meses deste ano foram registrados 19 casos de feminicídio. Já no ano passado, nesse mesmo período, foram 14 ocorrências.

Uma resposta

  1. Segundo informações a pessoa falecida era uma mulher problemática, acostumada a ter vários maridos ( 23 ao todo ), em seus novos relacionamentos sempre usava um atual para estorquir os ex – maridos. Depois de muitos anos havia jurado vingança a Jovair Tassinari por a ter a deixado no passado, aproximando do irmão dele para extorquir o acusado, pois queria também um lote próximo da residência da mãe do Jovair, sendo este herdado do pai de Jovair. Era uma mulher violenta. Segundo informações se envolvia com homens casados e os estorquia, causando separações entre casais, quando não havia mais bens materiais os abandonava e os espusavam de casa e os ameaçavam ficando com os bens materiais. No passado mantinha um prostíbulo dentro de sua residência. Mãe de 5 filhos com homens diferentes, deu 04 filhos para os outros. Essa é a mulher que o bairro onde ela residia conheceu, abusada e conflitante desafiava as pessoas com seu jeito masculinizado, sem piedade. De tanto ameaçar as pessoas acabou atraindo coisas ruins para si. Já Jovair homem simples e trabalhar rural, no passado ( 19 anos ) manteve um caso com a pessoa falecida, não chegando a conviver juntos ( época em que a mesma mantinha um prostíbulo em sua residência). Jovair por causa da bebida da falecida e dos constantes escândalos e ameaças de facas praticada pela pessoa falecida manteve distância da mesma por 19 anos. Sequiu a vida na zona rural e se casou, convivência até hoje. Jovair homem caseiro, trabalhador, sem vícios, sempre sorridente e amigo das pessoas. Homem sem problemas com outras pessoas, calado e sem maldade era atacado verbalmente dentro da casa de sua mãe ( viúva ) pela pessoa falecida, onde todos os filhos iam aos domingos visitar a mãe. Eles não conversavam pq no passado tiveram desentendimentos. Ela sabia disso e mesmo assim ia até o suposto acusado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular