Perigo de rompimento da barragem de Aimorés é boato diz Defesa Civil.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Uma onda de informações dando conta sobre um possível risco de rompimento da barragem da usina hidrelétrica do município de Aimorés, na região Leste de Minas Gerais, tomou conta das redes sociais, nos últimos dias, aterrorizando e amedrontando a população de várias cidades por onde passa o Rio Doce.

Segundo a Defesa Civil do Município de Baixo Guandu, essa notícia é falsa e não passa de boatos maldosos para alarmar a população.

De acordo com as defesas Civis de Baixo Guandu e Aimorés, o que está acontecendo nas localidades onde existem barragens de água, resíduos ou usinas hidrelétricas, é apenas um cadastro de moradores.

O cadastro é uma ação preventiva para atender à legislação vigente de Política de Proteção e Defesa Civil e Política de Proteção de Barragens. O objetivo é conhecer melhor as cidades e seus habitantes.

Foi enviado uma equipe de campo para fazer o cadastramento, que acontece em julho e vai até agosto de 2019, nas cidades de Baixo Guandu-ES e Aimorés-MG, com moradores que estão próximos a barragens de água, resíduos ou usinas hidrelétricas.

O cadastro vai auxiliar no plano de contingência municipal e no plano de ação de emergência, que passa a ser obrigatório em todos os municípios brasileiros nessas condições. Confira abaixo a nota das Defesas Civis.

Fonte: A Tribuna do Vale.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular