Homem é assassinado em Colatina com tiro no abdome e mulher sofre tentativa de homicídio com tiro na cabeça

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Dois homens que trabalham em uma empresa de alimentos relataram terem visto um corpo dentro do Rio Doce.

Segundo as fontes, disseram que por volta das 9 horas e 40 minutos desceram às margens do Rio Doce, após o bairro Columbia, onde reside Ediberto Ferreira Zotteli, cliente da empresa de alimentos. Foram lá receber um valor em dinheiro referente a uma cesta básica adquirida por ele.

Quando desceram à residência visualizaram uma mulher, debruçada  sobre uma mesa, com sangue por todo corpo. Indagaram sobre o paradeiro de Ediberto e não receberam resposta.

Os homens foram então até à beira do rio e visualizaram na água um corpo de barriga para cima. Assustados acionaram a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. O corpo de Edinaldo foi retirado do rio Doce.

Foi prestado socorro à mulher identificada como Edilene F. Z, que apresentava um ferimento na cabeça. Ela foi encaminhada para o Pronto Socorro.

Antes da chegada da perícia um senhor que se identificou como R,  relatou que um cidadão, identificado como Adriano, chegou ao local por volta das 4 horas e 40 minutos, estacionou um veículo e foi até onde mora a vítima, com materiais de pesca.

Adriano estava no rio pescando e por volta de 11 horas e 50 minutos conversou com a polícia, disse que realmente por volta de 3 horas  e 30 minutos fez como de costume; passou por onde mora Ediberto e tentou chamá-lo para avisar que iria pegar seu bote para pescar, porém estava escuro e não encontrou o mesmo. Desceu à margem do rio, pegou o bote e foi pescar.

Conhecidos da vítima contaram que Ediberto falou para algumas pessoas que iria receber uma quantia significativa em dinheiro de uma empresa.

A perícia constatou que a vítima foi alvejada com um tiro no abdome e teve um corte na cabeça.

Buscas foram realizadas no local onde foi encontrada uma garrucha calibre 44 municiada, 3 celulares, dinheiro, relógio, pen-drive e documentos pessoais.

Os policiais estiveram no Hospital Sílvio Avidos e foram informados que o ferimento na parte posterior da cabeça da mulher (Edilene) se tratava de um projétil de arma de fogo. A bala ficou alojada na cabeça.  Foi configurado tentativa de homicídio. A mesma foi para o centro cirúrgico.

A Polícia Civil já iniciou as investigações. Maiores informações a qualquer momento no seu Portal de Notícias ES-FALA.

Foto de caráter ilustrativo, captada nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular