Cadastro on-line para empreendedores interessados na linha de financiamento Juro Zero

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Os empreendedores que têm um pequeno negócio e estão interessados na linha de financiamento, Microcrédito Emergencial Covid-19 (Juro Zero), que disponibiliza até R$ 5 mil e oferece um prazo de até 30 meses para pagamento do débito, já podem fazer o cadastro pela internet.

Um cadastro digital foi criado para agilizar o atendimento. Basta acessar o endereço https://aderes.es.gov.br/linha-de-microcredito-emergencial-covid-19-juro-zero, verificar os critérios exigidos e se cadastrar.

Após o empreendedor realizar o cadastro no sistema, as informações são enviadas para o Banestes, que fará uma consulta cadastral do cliente. O retorno leva, em média, três dias, a partir daí o agente de crédito é autorizado ou não a seguir com a proposta, indo para o passo seguinte, que é fazer o Levanto Socioeconômico (LSE) do solicitante.

Concluído o LSE, a proposta é encaminhada novamente para o Banestes para que proceda a análise, contratação e liberação do recurso. A previsão é de que as contratações e liberação do financiamento comecem a partir da próxima segunda-feira (04).

Também foram disponibilizados novos canais de orientação e informação. Pelo WhatsApp os contatos podem ser feitos por meio dos números (27) 99786-7464 e (27) 99652-9555. Além da central de atendimento virtual, por intermédio do número (27) 98895-0196.

A nova linha de crédito foi criada para empreendedores formais e informais prejudicados com a crise do novo Coronavírus.

De acordo com o diretor técnico da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), Hugo Tofoli, após a liberação para cadastro da nova linha Juro Zero, no dia 23 de abril, foi iniciado o atendimento por telefone. Porém, com o alto número de solicitações, foi necessário alterar o sistema para o cadastro on-line.

“Disponibilizamos o cadastro on-line para dar mais agilidade ao processo e conseguir atender a todos. Até o momento, tivemos cerca de 6.500 pedidos pelo financiamento, o que dá uma média de 1.000 atendimentos por dia. É uma ação importante e estamos comprometidos em atender os empreendedores capixabas que tanto tem sofrido com o impacto do isolamento social”, destacou.

Saiba Mais

1) O que a linha oferece

I- Microcrédito de até R$ 5 mil;

II- Quantidade máxima de até 24 parcelas;

III- Carência de até 06 meses para iniciar pagamento, sem cobrança de encargos.

IV- Prazo total máximo da operação: até 30 meses;

V- Taxa de juros: 0,0% (zero).

*Não permite renovação, repactuação, prorrogação e renegociação.

2) Quem pode solicitar o Microcrédito

I – Microempreendedores individuais (MEIs), com receita operacional bruta anual que não ultrapasse R$ 81 mil/ano;

II – Autônomos cadastrados no órgão municipal competente ou que sejam contribuintes individuais da Previdência Social, com receita operacional bruta anual que não ultrapasse R$ 81 mil/ano;

III – Cooperativas de agricultura familiar capixaba e associações de pequenos agricultores familiares, associações e colônias de pescadores, marisqueiros e assemelhados, assim como associações de pescadores profissionais artesanais e agricultores, que apresentem inscrição no Cadastro Nacional da Agricultura Familiar – CAF ou Declaração de Aptidão ao Pronaf – DAP Jurídica até que a CAF tenha sua implementação concluída;

IV – Sindicato de agricultores familiares, se financiável.

3) Documentos importantes obrigatórios

I- Documento de identificação (CPF ou CNPJ);

II- Certidão negativa do fisco estadual e federal (via CPF ou CNPJ);

III- Se tiver conta Banestes, é preciso estar adimplente (sem pendências) com suas obrigações e não ter atraso superior a 60 dias nos últimos 12 meses junto ao banco;

IV- Caso não seja correntista, uma conta será aberta durante o processo de contratação do financiamento.

V- Autônomos precisam apresentar o respectivo documento de registro no órgão municipal competente, ou apresentar Alvará de Funcionamento expedido pela prefeitura ou, ainda, apresentar Comprovante como contribuição individual da Previdência Social.

Lembramos que trata-se de uma operação de crédito e, como tal, fica sujeita à análise cadastral e de crédito.

4) Como solicitar o crédito

I- Se você atende aos critérios da linha, clique no botão “Solicitar o crédito” e faça o seu cadastro;

II- Após o cadastro realizado, aguarde o agente de crédito do seu município entrar em contato para realizar o atendimento e encaminhar a proposta de financiamento para análise no Banestes;

III- A partir da análise do banco Banestes, começa o período de contratação de operação na agência do seu município.

Foto ilustrativa captada nas redes sociais

Mais Notícias

Deixe um comentário