Coronavírus: contaminado que sair do isolamento social será processado em Baixo Guandu

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Numa atuação conjunta da Promotoria de Justiça com a Secretaria Municipal de Saúde, pacientes de Baixo Guandu que testaram positivo ou são suspeitos de COVID-19, estão sendo notificados para cumprir a quarentena para evitar a disseminação do novo coronavírus.

A notificação decorre de uma série de denúncias dando conta de que muitas pessoas na cidade, mesmo orientadas pela Vigilância em Saúde, não estão cumprindo o isolamento e continuam circulando pela cidade.

A notificação que está sendo entregue as  pessoas com suspeita ou confirmadas de COVID-19 é assinada pelo promotor de Justiça José Eugênio Rosetti Machado, com a advertência de que a desobediência à quarentena pode resultar em infração penal (artigo 268 do Código Penal) que prevê pena de detenção de um mês a um ano mais multa, “por infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”.

A secretária municipal de Saúde, Terezinha Bolzani, explicou que esta atuação conjunta com a promotoria pública tem por objetivo evitar a disseminação do vírus da pandemia, que tem trazido grande preocupação em toda a comunidade.

” Temos recebido denúncias dando conta de que pessoas contaminadas ou com suspeita de COVID-19 estão circulando normalmente pelas ruas de Baixo Guandu, colocando toda a população em risco. Por esta razão procuramos o apoio da Promotoria Pública, que prontamente nos atendeu na notificação conjunta a todas as pessoas contaminadas ou suspeitas da doença”, informou a secretária de Saúde Terezinha Bolzani.

A secretária considerou “absurda” a atitude de pessoas que, mesmo orientadas pela Vigilância em Saúde, insistem em circular pelas ruas da cidade, possibilitando o contágio e a disseminação do vírus. A intenção, ao impedir a circulação de pessoas infectadas, é interromper a cadeia de transmissão do vírus.

Terezinha disse que há casos desta natureza já constatados em Baixo Guandu e que a notificação conjunta com a Promotoria Pública quer coibir de vez esta prática criminosa.

Qualquer denúncia neste sentido, conforme a secretária, pode ser dirigida ao telefone do Disk- Aglomeração, através do número 99701-2805.

Todas as pessoas com suspeita ou confirmadas de COVID-19, conforme a secretária, estão recebendo a notificação e estarão sujeitas a processo criminal se infringirem o Código Penal, que prevê punição a quem coloca a saúde pública em risco.

ES-FALA/Informação Portal Guandu

Mais Notícias

Deixe um comentário