Colatinense que levou tiro na cabeça morre após lutar pela vida por cinco dias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Após cinco dias lutando pela vida o ex-proprietário de uma lanchonete no bairro Bela Vista que foi vítima de tentativa de homicídio na noite de quinta-feira (04), no bairro São Miguel, em Colatina, veio a falecer nesta terça-feira (9).

Segundo informações, Leandro Costa levou um tiro na testa, perdeu muito sangue e massa encefálica, foi submetido a todos os procedimentos possíveis, mas não resistiu ao ferimento e após cinco dias internado veio a óbito. O caso era muito grave e segundo pessoas ligadas ao setor que o atendeu pelo trauma ocasionado pelo projétil, se Leandro tivesse sobrevivido existia enorme probabilidade de ficar com graves sequelas.  

Na quinta-feira (4) no dia do crime, quando as autoridades policiais chegaram ao local, na rua Serafim Lobão, Leandro da Costa, estava caído no chão de sua residência, com uma perfuração na testa.

O Corpo de Bombeiros realizou o socorro da vítima encaminhando a mesma para o Hospital Sílvio Avidos, foi levado imediatamente para a sala de cirurgia. Já no dia da internação havia a informação de que Leandro perdeu muito sangue e massa encefálica.

O dia do crime.

Populares informaram que ouviram uma discussão e logo após dois disparos de arma de fogo. Não souberam dizer quem efetuou os disparos. O autor do crime fugiu em uma motocicleta. Os populares não informaram a cor ou a placa da moto, pois não conseguiram visualizar com detalhes o veículo. Na ocasião seus familiares nas redes sociais afirmaram que o motivo da discussão e consequentemente do crime foi um desentendimento no trânsito.

Leandro da Costa foi proprietário de uma lanchonete no bairro Bela Vista, L e L Lanches. Segundo pessoas que conviveram com Leandro, era uma pessoa que se relacionava bem com todos. “Uma tristeza, jovem, uma pessoa feliz. Somente vou ter boas lembranças dele”. Diz o amigo Juliano demonstrando muita tristeza.  

Deixe um comentário