Coronavírus: mesmo com medidas rígidas, Colatina ocupa a segunda pior média de isolamento social do Estado

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

A cidade de Colatina apresenta a segunda pior média de isolamento social entre os 78 municípios do Espírito Santo. Enquanto que a meta ideal é de 70% de isolamento, conforme critério das autoridades em saúde, a média do município é de 42,62%. A contabilização consta no painel de Isolamento Social do Governo do Estado e é medida desde o dia 13 de abril.  

As cidades de Bom Jesus do Norte, Colatina e Cachoeiro de Itapemirim apresentam a pior média de isolamento social entre os 78 municípios do Espírito Santo. Enquanto a meta ideal é de 70% de isolamento, conforme critério das autoridades em saúde, a média do município de Bom Jesus do Norte, do Sul do Espírito Santo, é de apenas 41,12%. A contabilização consta no Painel de Isolamento Social do Governo do Estado, e é medida desde o dia 13 de abril.

Na contramão do número ideal proposto pelas autoridades de saúde também está Bom Jesus do Norte, do sul do Estado, com a pior média do Estado, 41,12%. E com a terceira pior média de isolamento do Estado a cidade de Cachoeiro de Itapemirim, outro município do Sul do Estado, com 43,34%.

De acordo com a última atualização do Painel Covid-19, plataforma digital da Secretaria de Saúde do Estado que mostra as notificações da doença, em tempo real, apesar de não alcançar uma média satisfatória na taxa de isolamento social, Bom Jesus do Norte ainda não registrou nenhum óbito devido a doença e apenas 30 casos confirmados.

Com base no Painel de Isolamento Social, o único município do Espírito Santo com taxa de isolamento acima de 70% é Águia Branca, no Noroeste do Estado, que atingiu a média de 70,21%. Logo depois aparece o município de Pancas (69,50) e Alto Rio Novo (68,38). Em Águia Branca, até o momento, foram confirmados apenas 10 casos de covid-19 e dois óbitos.

COMO  O ISOLAMENTO É MEDIDO?

Os números são computados diariamente, através dos telefones celulares de cada indivíduo que está no Espírito Santo. A contagem acontece devido à uma parceria firmada entre o governo do Espírito Santo e as operadoras de telefonia móvel, que monitoram o índice de isolamento social em todo o estado.

A ferramenta, que foi disponibilizada gratuitamente para o governo do Estado, monitora o deslocamento dos usuários de celulares. Os dados são unidos e os nomes dos usuários são descartados para respeitar a privacidade de cada cidadão.

ES-FALA/Informação Notícias 24 Horas

Mais Notícias

Deixe um comentário