Nova matriz de risco entra em vigor nesta segunda-feira (13). Veja as mudanças!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O 13º Mapa de Risco do coronavírus no Espírito Santo, que define regras de funcionamento de estabelecimentos comerciais, restaurantes e outros serviços do Estado, entra em vigor nesta segunda-feira (13) e vai até o próximo domingo (19) Nesta semana, 41 cidades seguem em risco alto e outras 37 em risco moderado. Não há nenhum município em risco baixo ou risco extremo.

A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril, considerando apenas o coeficiente de incidência. No dia 4 de maio, foi inserida na matriz de risco também a taxa de ocupação de leitos de UTI. Já em 18 de maio, a matriz de risco foi ampliada com a inserção da taxa de letalidade, índice de isolamento social e porcentagem da população acima de 60 anos. Nesta semana, entra em vigor a Matriz de Risco ajustada, que constará o coeficiente de incidência e a taxa de letalidade no período dos últimos 28 dias.

O mapa de risco segue orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle, composta pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Espírito Santo (CBMES) , Defesa Civil, Secretaria de Saúde do Estado (SESA), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), UFES e IFES.

MUDANÇAS NA MATRIZ

O governador anunciou um ajuste na metodologia da Matriz de Risco, que classifica o grau de risco dos municípios capixabas com base nas ameaças e vulnerabilidades frente à pandemia. O coeficiente de incidência da doença e a taxa de letalidade vão levar em consideração os dados referentes aos últimos 28 dias.

Também foram retiradas três variáveis externas: a necessidade da permanência do município pelo período mínimo de 14 dias quando for classificado no Risco Alto; a classificação única das cidades da Grande Vitória; e a regra limítrofe. Desta forma, todas as cidades capixabas serão classificadas de forma individual, sem influência do grau de risco dos municípios vizinhos.

FUNCIONAMENTO DE RESTAURANTES

Com a nova matriz, também há alteração das regras para o funcionamento de lanchonetes e restaurantes. Nos municípios classificados como risco baixo, não haverá mais limitação do horário de funcionamento. Nas cidades com risco moderado, os estabelecimentos poderão funcionar entre 10 horas e 18 horas e também aos sábados, até às 16 horas. Nas cidades de risco alto, será permitido o funcionamento até às 18 horas, de segunda a sexta-feira.

ACADEMIAS
Os critérios de funcionamento das academias de ginástica nos municípios de risco moderado também sofrem alteração. A partir da próxima semana, os estabelecimentos não estarão mais limitados ao atendimento de até cinco alunos, de forma simultânea, mediante agendamento. A regra permanece em vigor nas cidades classificadas como risco alto. No entanto, todos os municípios devem continuar a seguir o protocolo de distanciamento mínimo entre os usuários.

ESCOLAS E COMÉRCIO

Sobre o funcionamento das escolas, o governador destacou que as aulas continuam suspensas até o dia 31 de julho. Já em relação ao comércio, segundo ele, o que define é a matriz de risco.

“As aulas estão suspensas até o dia 31 e vamos ter que avaliar isso a partir do dia 20. Precisamos observar dia a dia e analisar os dados. Com relação à atividade econômica, é a matriz de risco. Se o município for enquadrado em risco baixo, ele tem a atividade comercial praticamente toda liberada, com o protocolo de distância, álcool em gel, uso de máscaras. Se for município de risco moderado, ele pode funcionar de segunda a sexta-feira. Se for de risco alto, o funcionamento é alternado, de segunda a sexta-feira. O que permite se você tem mais liberdade ou não são as medidas qualificadas de cada risco.”

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO ALTO: Colatina, Afonso Cláudio, Águia Branca, Alto Rio Novo, Anchieta, Apiacá, Aracruz, Atílio Vivácqua, Baixo Guandu, Brejetuba, Bom Jesus do Norte, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Guarapari, Ibiraçu, Iconha, Itapemirim, Iúna, Jerônimo Monteiro, Linhares, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Muqui, Nova Venécia, Pinheiros, Piúma, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, São Gabriel da Palha, São Domingos do Norte, São José do Calçado, Serra, Sooretama, Venda Nova do Imigrante, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

RISCO MODERADO: Água Doce do Norte, Alegre, Alfredo Chaves, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindenberg, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Itaguaçu, Itarana, Jaguaré, João Neiva, Laranja da Terra, Mantenópolis, Montanha, Mucurici, Muniz Freire, Pancas, Pedro Canário, Ponto Belo, Rio Bananal, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Mateus, São Roque do Canaã, Vargem Alta, Viana e Vila Pavão.

Deixe um comentário