Demora na definição do apoio de Neto Barros embola sucessão em Baixo Guandu

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

ual será o nome que o prefeito Neto Barros apoiará à sua sucessão na eleição municipal de 15 de novembro? A resposta a esta pergunta parece ainda não existir e aumenta a expectativa dos pré candidatos, incluindo os de oposição ao prefeito, que aguardam uma definição de Neto Barros para dar andamento mais contundente à pré campanha.

O prefeito postou um vídeo em suas redes sociais, na semana passada, abordando exatamente esta questão. Neto garantiu que não vai se omitir na campanha, e que terá sim “um candidato ou candidata” a apoiar, reafirmando que no momento certo vai se posicionar.

A definição deste apoio na escolha do novo prefeito de Baixo Guandu ganha importância exatamente na influência de Neto Barros, que no último ano de mandato é tido como o “melhor cabo eleitoral”.
Neto faz uma gestão muito bem avaliada e vai entregar, até a eleição, uma série de novas obras no município, que vive na contramão da crise e apresenta bons indicadores em vários setores.

“Quem não quer o apoio do prefeito Neto? ele vai ser o grande influenciador na eleição”, disse ontem um pré candidato a prefeito, que se movimenta nos bastidores e aguarda uma definição do atual chefe do Executivo. Do grupo político do prefeito Neto Barros são pré candidatos o vice Eloy Avelino, o vereador Wilton Minarini e o servidor público Sandro Zamboni. Mas Neto não se furta a conversar com outros pré candidatos: nesta semana, por exemplo, recebeu no gabinete o vereador Aguinaldo da Fênix, que também já está em pré campanha a prefeito.

Os pré candidatos Eloy, Wilton e Zamboni se movimentam também. Wilton fez ontem (30/07) uma live lançando sua pré candidatura, Eloy ampliou as visitas na cidade e Sandro Zamboni confirmou, também ontem, que vai deixar o cargo que ocupa na Prefeitura no dia 14 de agosto – para ser candidato a prefeito ele precisa se afastar da função.

Neto Barros não esconde que está ouvindo muita gente para definir o rumo que tomará na eleição. “Mas vamos escolher o melhor candidato, aquele que será capaz de ampliar as conquistas do nosso mandato e não deixar Baixo Guandu retroceder”, disse ontem o prefeito.

Faltando apenas 5 meses para sair da Prefeitura, Neto Barros continua em ritmo frenético de trabalho: vai inaugurar grandes obras nos próximos 90 dias (entre elas o parque da lagoa, a nova Carlos de Medeiros, a nova Praça São Pedro e o novo mercado municipal) e continua dando ordens de serviço para mais obras na cidade.

ES-FALA/Informação Folha1 Baixo Guandu

Deixe um comentário