Governo do Estado amplia testagem para toda população que apresente síndrome gripal

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Em coletiva de imprensa, realizada nesta segunda-feira (14), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, junto com o subsecretário de Estado da Saúde, Luiz Carlos Reblin, anunciou a ampliação da coleta de exames para o novo Coronavírus (Covid-19) para todas as pessoas que apresentarem síndrome gripal no Espírito Santo. 

A nova definição de casos operacionais e critérios está disponibilizada na Nota Técnica COVID-19 Nº 73/2020, que revoga a publicação da Nota Técnica COVID-19 Nº 70/2020. 

“Aqueles que tiverem qualquer sintoma respiratório característico e que preencha a definição de casos da Covid-19 terão indicação de realizar o teste de PCR, independentemente da idade e da comorbidade. Caminhamos dentro de uma estratégia sanitária para estabelecer uma maior ousadia na capacidade de testagem e bloqueio de pessoas sintomáticas e seus comunicantes”, informou o secretário Nésio Fernandes. 

Com essa atualização, o Estado passa a ampliar a testagem para os casos suspeitos que apresentarem síndrome gripal. Para a definição de síndrome gripal, a Secretaria da Saúde ressalta que são aqueles indivíduos que apresentam quadro respiratório agudo, caracterizado por pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos. Além disso, fica definida também a coleta de exames para a Covid-19 de pessoas que tiveram perdas súbitas de paladar e/ou olfato, mesmo não havendo outros sintomas. 

O subsecretário Luiz Carlos Reblin lembrou do papel importante do Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen/ES) neste novo cenário de enfrentamento à Covid-19. “O Lacen é uma estrutura importante e estratégica. Neste momento reúne condição de realizar até 2.500 exames de PCR por dia, exatamente para fazer frente a essa nova estratégia de ampliação da testagem no Estado”, enfatizou. 

Mais Notícias

Deixe um comentário