Colatinense sente no bolso o aumento no preço da gasolina

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Na disparada do preço do petróleo em todo o mundo e o novo reajuste da Petrobras, que elevou em 7,6% os preços dos combustíveis no último dia 18 de janeiro, a gasolina paga pelo cartão de crédito já ultrapassou os R$ 5,00 o litro em Colatina. 

O último reajuste definiu o valor para as revendedoras em R$1,98 por litro. Cerca de R$ 0,15 mais caro que o valor praticado em 2020.

Segundo o sistema de levantamento de preços da Agência Nacional de Petróleo (ANP), o preço da gasolina no Estado já é de R$ 5,08 o litro. Em Colatina, de acordo com levantamento, o litro da gasolina comum não sai por menos de R$ 4,69, em um posto localizado na Rodovia do Café.

“Sinceridade, não sei onde vamos parar. Cada vez que venho abastecer o veículo é um susto que levo”. Revela Altemar Rissi proprietário de um automóvel, no momento do abastecimento. 

Quando se trata de pagamento com cartão de crédito, de acordo com o levantamento, o preço da gasolina comum chega a R$ 5,22, em um posto localizado em São Silvano.

Assim como acontece com o diesel, gás de cozinha e outros derivados do petróleo, a estatal esclarece que os preços de venda às distribuidoras são determinados pelo cenário internacional, considerando a cotação do petróleo.

A alta do dólar também influencia, já que a cotação de barril de petróleo é atrelada à moeda norte-americana que está em alta.

Deixe um comentário