Colatina contabiliza mais duas mortes provocadas pela Covid-19

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O boletim Covid-19, que é publicado diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde, contabiliza 234 óbitos até esta quarta-feira (17) Foram registrados 137 novos casos da doença contra 41 curas registradas. Nesta terça (16), a cidade contabilizou dois óbitos.

O total de casos confirmados da Covid-19 até a presente data é de 15.728 pessoas que foram contaminadas desde o início da pandemia. Destes encontram-se clinicamente curados 14.893. Encontram-se em isolamento social em suas residências 541 pessoas.

Na rede hospitalar tanto nos hospitais públicos como nos privados estão internadas no município de Colatina 60 pessoas.

VACINA

Durante um pronunciamento, na tarde desta terça-feira (16), para detalhar novas medidas restritivas contra a covid-19 no Espírito Santo, o governador Renato Casagrande anunciou a chegada de novas doses da vacina contra o novo coronavírus nesta quarta-feira (17). 

De acordo com Casagrande, o Estado irá receber mais de 84.600 mil novas doses. “Chegará ao Espírito Santo por volta de 1 hora da madrugada, 84.600 mil doses da coronavac. Imediatamente, a Secretária de Saúde irá coordenar a distribuição. Na quinta-feira (18), essas vacinas já estarão nos municípios”, disse. 

Segundo o governador, com a entrega de novas doses das vacinas do Butantã, da Fiocruz e do Laboratório Biotec ao Ministério da Saúde, a expectativa é que sejam distribuídas pouco mais de 30 milhões de doses aos Estados. 

Casagrande acredita que com a chegada das novas doses, 5% da população capixaba possa ser vacinada até o final do mês de março. “Nós poderemos chegar perto de 400 mil doses, já contando com o primeiro lote de 50 mil. Com esse segundo lote de 84.600 e mais o que vamos receber até o final de março, será possível vacinar em torno de 200 mil pessoas. O que representa 5% da população capixaba”. 

“Se recebermos a mesma quantidade no mês que vem, poderemos vacinar um pouco mais ou o mesmo tanto de pessoas que em março. Não vamos parar a vacinação dia nenhum. Vamos continuar firmes e ágeis na distribuição das vacinas para os municípios, para que eles possam agilizar a vacinação das pessoas”, acrescentou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular