Dia Mundial do Café: Seag lança cartilha com orientações para prevenção ao coronavírus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), em parceria com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), lançou neste mês a reedição da cartilha "Colheita do Café 2021 – Orientações para prevenção do novo Coronavírus”.

“Neste ano, a cartilha traz novas informações sobre o vírus, com o objetivo de combater a Covid-19 e proteger os cafeicultores e as famílias rurais capixabas durante o período da colheita”, falou o secretário estadual de agricultura, Paulo Foletto.

Entre as principais orientações estão:

No refeitório:

– Mesas com espaçamento de 1 metro no mínimo;

– Disponibilizar álcool em gel;

– Dividir em grupos os horários de alimentação para evitar aglomeração Na colheita:

– Não compartilhar peneiras, lonas e sacarias;

– Devem ser higienizadas máquinas e equipamentos quando forem realizada trocas de operadores. No transporte:

– Se possível usar água sanitária na limpeza do interior dos ônibus e vans;

– Veículos devem circular com as janelas abertas;

– Antes do embarque deve ser realizada a triagem. Caso existam trabalhadores com sintomas de síndrome gripal não permitir o embarque.

Hoje, dia 14 de abril, é comemorado o dia mundial do café e no Espírito Santo a cafeicultura representa um fato decisivo de desenvolvimento econômico e social.

O café conilon é a principal fonte de renda em 80% das propriedades rurais capixabas localizadas em terras quentes. É responsável por 35% do PIB Agrícola. Atualmente, existem 283 mil hectares plantados de conilon no Estado.

“São 40 mil propriedades rurais em 63 municípios, com 78 mil famílias produtoras. O café conilon gera 250 mil empregos diretos e indiretos e não podemos ficar desatentos nesse período da panha do café”, informou o secretário.

A cartilha está disponível na íntegra na versão digital e pode ser acessada pelo site da Seag: www.seag.es.gov.br

REFERÊNCIA MUNDIAL

O Estado é referência brasileira e mundial no desenvolvimento da cafeicultura do conilon, com uma produtividade média que já alcançou 35 sacas por hectare (sc/ha). Muitos produtores tecnificados chegaram a colher mais de 100 sc/ha.

A produtividade evoluiu muito nos últimos 25 anos, graças às tecnologias desenvolvidas pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) em parceria com diversas instituições.

Os maiores produtores de café conilon do Espírito Santo são os seguintes municípios:  
Jaguaré, Vila Valério, Nova Venécia, Sooretama, Linhares, Rio Bananal, São Mateus, Pinheiros, Governador Lindenberg, Boa Esperança, Vila Pavão, São Gabriel da Palha, Colatina e Marilândia.

Com informações da Seag e Incaper.

Foto/ Claudio Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular