Secretaria de Agricultura do Estado implanta Centro de Distribuição de Revsol em Marilândia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), a ArcelorMittal e a Prefeitura de Marilândia assinaram o termo de cooperação técnica para a implantação do Centro de Distribuição de Revsol do Noroeste. O produto é utilizado no revestimento de estradas e vai contribuir para a melhoria das vias rurais e vicinais do município e região.

A implantação do CDR Noroeste faz parte do Programa Novos Caminhos, uma iniciativa socioambiental da empresa junto ao poder público. O transporte será totalmente custeado pela ArcelorMittal. “Estamos celebrando mais um investimento para a região. Com a implantação do Centro, vamos oportunizar mais qualidade de vida para o homem e a mulher do campo. O escoamento da produção vai ter mais agilidade, a lama e a poeira não existirão mais. Esses investimentos são frutos de um trabalho sério que só foi possível, porque temos um Governo organizado”, ressaltou o secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto.

O prefeito de Marilândia, Augusto Astori (Gutim), enalteceu a importância da parceria formalizada, frisando que a intenção é melhorar os trechos mais críticos das estradas rurais e vicinais do município. “Ser o CDR o centro de referência em distribuição do Revsol no noroeste do Espírito Santo é uma conquista que deixa Marilandia de portas abertas para contribuir com o desenvolvimento não só de nossa cidade, mas também com os municípios vizinhos. Novos caminhos”, disse Gutim.

O CDR vai disponibilizar dez mil toneladas de revsol, por mês, para os 12 municípios que fazem parte da região noroeste. “Estamos aprimorando a infraestrutura rural do Espírito Santo, criando uma nova e promissora realidade.  A parceria público-privada é fundamental nesse processo. Temos como meta o desenvolvimento, a geração de emprego e renda, inovação, conhecimento e a melhoria das condições de vida da população capixaba”, salientou o subsecretário de Estado de Infraestrutura Rural, Rodigo Vaccari.

Uma resposta

  1. Esta nova forma de estrada vai trazer mais agilidade
    Mais qualidade de vida não so para o homens e mulheres do campo mais sim para todos que vão trafegar
    Porem assim o município que for beneficiados vai pouparnosso dinheiro
    Dinheiro público parabéns a todos envolvidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular